Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Shows e Música Boa

Agenda Cultural RJ
Divulgação de Eventos Culturais

•Prestamos serviços de colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. 

•Divulgação de mídia Online. 

Roteiro de Divulgação estrategicamente elaborado para atingir seu público-alvo. ( livrarias, Cafés, centros culturais, universidades, restaurantes, teatros, escolas de música, dança, cinema, teatro...)

Temos uma equipe qualificada para divulgar seu evento, não só colar cartazes e distribuir filipetas. 

Relatório completo COM FOTOS, entregue durante o andamento da divulgação. 
_______________________________________

Divulgação em pontos fixos(Zona sul e Centro).

Colagem e Distribuição de Material:

-FILIPETAS
-CARTAZES 
_________________________________________

Divulgação de Mídia Online:
•Blog Agenda Cultural RJ 
•Facebook – Página 
•Facebook – Grupos 
•Twitter, Google + e outros. 
•Overmundo, entre outros sites ligados a cultura e entretenimento. 

A mais de 10 anos anos divulgando Exposições, Teatro, Oficina, Palestras, Cursos, Shows e Lançamentos de Livros, por intermédio de produtoras com projetos aprovados pela Caixa Cultural , Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural da Justiça Federal, Centro Cultural dos Correios, e Teatros da Zona Sul e Centro do RJ.
_____________________________________
Emitimos NF.
entre em contato, 

Gabriele Nery
Produtora Cultural
(21)996769323 / whatsapp
_______________________________________


 GLAM GAY 2018

Em 2018, o carnavalesco Milton Cunha realiza a quarta edição do baile carnavalesco Glam Gay, com o glamour e charme típicos dos consagrados eventos LGBTS realizados na terra de Momo. 





O GRES São Clemente abre as portas de sua reformada quadra para receber um público exuberante e descontraído, a partir das 19h, do dia 28 de janeiro (domingo), para um esquenta da folia. Democrático, como não poderia deixar de ser, o evento é aberto ao publico maior de 18 anos e os ingressos estarão disponíveis para compra na quadra da Escola.

A noite vai ferver com o próprio Milton Cunha recebendo gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, drag queens e simpatizantes. A consagrada bombshell Sabrina Sato será a Rainha do Baile; Elymar Santos fará show de Marchinhas e será coroado o Rei do Baile, sempre esbanjando simpatia; Suzy Brasil, a Drag Queen adorada pela comunidade, será coroada como Drag Glam; Safira Benguell, desfilando alegria com a autoridade das bem vividas, será Coroada Diva do Baile. A Madrinha do Baile será a modelo e foliã Monique Elias, ligada a causas sociais da liberdade e diversidade. O time de atrações conta ainda com os Shows da Escolas de Samba Viradouro, Vila Isabel e Grande Rio e o DJ Junior Ribeiro.

Um concurso vai eleger a “Boneca Glam 2018”. Na competição, travestis e transexuais vão desfilar os modelos biquíni tipo Musa da Sapucaí. Também teremos os concursos de luxo feminino e masculino – fantasias luxuosas de destaques das Escolas de Samba e Originalidade Masculina e Feminina. Jurados vão avaliar a criatividade, inovação e surpresa das roupas. Todos os candidatos precisam ter mais de 18 anos.

“Faremos uma grande festa da alegria, numa escola de samba que tem magia, encantamento e que é sempre amigável com a comunidade LGBT”, destacaMilton Cunha

Baile Glam Gay
Local: Quadra da São Clemente (Av Presidente Vargas, 3102, Cidade Nova, RJ)
Data: 28 de Janeiro, domingo
Hora: 19 h
Ingressos a Venda pelos tels 983682665 (Josy Morena)
Valores: Inteira R$ 30,00 e meia R$ 15
Maiores de 18 anos.
Assessoria de Imprensa do evento: Enildo Viola

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. 
Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 / whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram
____________________________

João Bosco apresenta novo CD e comemora Grammy Latino no Teatro Rival Petrobras
O show especialmente preparado para o público do Teatro Rival Petrobras será sábado, dia 20 de janeiro, às 19h30



Lugar de fazer festa é em casa. Por isso, o cantor e compositor João Bosco vai comemorar o Grammy Latino, recebido pelo conjunto da obra, no Teatro Rival Petrobras, no próximo dia 20, às 19h30. Acompanhado por Ricardo Silveira (na guitarra), Kiko Freitas (na bateria) e Guto Wirtti (no baixo), Bosco vai misturar antigos sucessos com canções do novo trabalho “Mano Que Zuera”, que foi lançado em setembro do ano passado.

O CD tem 11 faixas, sendo cinco delas parcerias com o filho Francisco Bosco. Uma das músicas vem puxando o álbum: “Onde estiver”, uma linda canção que fala justamente da relação entre pais e filhos. Aliás, João convidou a filha, a cantora Julia Bosco, para participar do CD. Eles gravaram juntos “Ultra leve”, parceria inédita do compositor com Arnaldo Antunes.

“Mano Que Zuera” tem também duas canções de João Bosco com Aldir Blanc, companheiro em tantos sucessos. Uma é o samba inédito "Duro na queda", que, para João, tem "gostinho de alguma coisa que a gente não tinha experimentado antes". A outra é a regravação de "João do Pulo", que havia sido gravada à capela em 1986 e agora ganhou violão e percussão, ficando “mais perto de seu DNA de samba-enredo”, como explica o próprio João.

O recém-lançado CD tem também outras regravações. Uma é “Sinhá”, de Bosco com Chico Buarque, gravada pelo parceiro em 2011, que desta vez foi registrada apenas com violões e bandolim. Outras são as clássicas "Coisas nº 2", do saudoso mestre Moacir Santos, e “Clube da esquina 2” – de Milton Nascimento, Lô Borges e Márcio Borges –, transformada numa suíte inesperada que conversa com o universo indígena.

João Bosco faz mistério de quais canções deste novo trabalho farão parte do repertório do espetáculo do dia 20, mas com certeza não faltarão aqueles sucessos que os fãs sempre cantam juntos, como “Papel maché” e “Quando o amor acontece”.

Importante mesmo é que o show comemorativo está sendo preparado especialmente para o público do Teatro Rival Petrobras, onde o artista sempre se sentiu em casa.

Serviço: 
João Bosco e Quarteto
Dia 20 de janeiro de 2018, sábado, às 19h30
Local: Teatro Rival Petrobras
Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia
Ingressos a partir de: R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia-entrada)
Classificação etária: 18 anos.
Capacidade: 400 pessoas.
Bilheteria oficial:
Bilheteria do Teatro Rival
Horários de funcionamento: Terça a sexta-feira das 13h às 21h / Sábados e Feriados das 16h às 22h
Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Teatro Rival.
Tel: (21) 2240-4469

https://www.facebook.com/teatro.rival/

https://www.instagram.com/teatro.rival/

_________________________________________________________________


Com repertório dedicado à obra de Tom Jobim, Mario Adnet faz única apresentação em 25 de janeiro, na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa 
Show acontece no dia em que o maestro e compositor completaria 91 anos 


Mario Adnet se apresenta em 25 de janeiro na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa, com um repertório dedicado à obra de Tom Jobim, que completaria 91 anos nesta data. O show percorre cerca 40 anos da obra produzida pelo maestro, entre as décadas de 50 e 90. São músicas selecionadas dos três discos da série “Jobim Jazz”, gravados por Mario Adnet: “Jobim Jazz” (2007), “+ Jobim Jazz” (2011), “Jobim Jazz ao Vivo” (2015) – Adventure Music. A apresentação também reúne músicas do mais recente disco autoral de Adnet, “Saudade Maravilhosa” (Selo SESC).


A ideia do projeto “Jobim Jazz” é manter viva a memória de um mestre responsável pela projeção da música brasileira no exterior. Suas canções são apresentadas com nova roupagem, buscando fugir de uma seleção óbvia de repertório. Símbolo sonoro do jazz, os metais têm papel fundamental nessa visão da obra de Jobim por Adnet. Ele apresenta arranjos jazzísticos focados nos metais para canções menos óbvias do maestro, selecionadas a partir de pesquisas no Instituto Antonio Carlos Jobim. Em fevereiro, Mario Adnet levará o show para o Dizzy’s Club Coca-Cola, no Jazz At Lincoln Center, em Nova York.



No show na Sala Municipal Baden Powell, Adnet (arranjos, violão e voz) estará acompanhando da banda formada por: Marcos Nimrichter (piano), Guto Wirtti (baixo), Rafael Barata (bateria), Eduardo Neves (sax e flautas), Everson Moraes (trombone) e Aquiles Moraes (trompete). No repertório, estão músicas de Tom Jobim como: “Mojave”, “Sue Ann”, “Polo Pony”, “Rancho nas Nuvens”, entre outras. Do seu disco autoral, “Saudade Maravilhosa”, Mario selecionou “Ancestral”, “Cecilia no Parquinho”, “Flor do Dia” e “Pedra Bonita” (Mario Adnet).

Ao longo da carreira como arranjador, compositor, violonista e produtor, Mario Adnet tem se revezado entre sua produção e um mergulho profundo nas obras de autores-chave da música brasileira, como Villa-Lobos, Tom Jobim, Baden Powell e Vinícius de Moraes. Junto com Zé Nogueira, fundou em 2001 a Orquestra Ouro Negro, que celebra a obra do maestro pernambucano Moacir Santos. Adnet conta que sempre olhou para outros compositores. “Isto me permite ter um leque maior de opções na música. Sempre trabalhei de forma independente, acostumado a me preocupar não somente com a minha arte, mas também com a produção e o arranjo”, afirma.

Vencedor de seis Prêmios da Música Brasileira, Adnet ganhou com Paulo Jobim o Grammy Latino de melhor CD Clássico em 2004 por “Jobim Sinfônico”, também indicado ao Grammy Americano em 2005 na categoria Crossover. Mario Adnet recebeu indicações ao Grammy Latino em diferentes anos:  “Jobim Jazz Ao Vivo” (na categoria de melhor álbum de jazz latino em 2016), “Dorival Caymmi Centenário”, com Dori Caymmi (na categoria de produtores do ano e de melhor disco de MPB de 2015), “Um Olhar Sobre Villa-Lobos” (na categoria melhor álbum de música clássica de 2013) e “Choros & Alegria – Moacir Santos”, com Zé Nogueira (na categoria de melhor álbum instrumental de 2006). Em 2017, Mario Adnet e Paulo Jobim lançaram o CD e DVD/DOC “Paulo Jobim e Mario Adnet – Jobim, Orquestra e Convidados” (Biscoito Fino) em todo o Brasil.

Músicos:
Piano: Marcos Nimrichter
Baixo: Guto Wirtti
Bateria: Rafael Barata
Sax e flautas: Eduardo Neves
Trombone: Everson Moraes
Trompete: Aquiles Moraes

Repertório:
Mojave (Antonio Carlos Jobim)
Sue Ann (Antonio Carlos Jobim)
Polo Pony (Antonio Carlos Jobim)
Rancho nas Nuvens Antonio Carlos Jobim)
Tema Jazz (Antonio Carlos Jobim)
Surfboard (Antonio Carlos Jobim)
Paulo Vôo Livre (Antonio Carlos Jobim)
Antigua (Antonio Carlos Jobim)
Ancestral (Mario Adnet)
Saudade Maravilhosa (Mario Adnet)
Cecilia no Parquinho (Mario Adnet)
Flor do Dia (Mario Adnet)
Valsa do Baque Virado (Mario Adnet & João Cavalcanti)
Pedra Bonita (Mario Adnet)
Caravan (Juan Tizol, Duke Ellington & Irving Mills)

SERVIÇO
Show: Mario Adnet – Jobim Jazz
Dia e horário: 25 de janeiro (quinta), às 20h.
Duração: 120 min.
Local: Sala Municipal Baden Powell.
Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana.
Informações: 2547-9147/98675-4222.
Lotação: 469 lugares.
Horário da bilheteria: Terça a domingo, das 14h às 22h.
Ingressos: R$60 (inteira) | R$30 (meia)
Vendas pelo site: https://ticketmais.com.br

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. 
Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram


______________________

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs