Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

CENTROS CULTURAIS DO RJ - PROGRAMAÇÃO

PROGRAMAÇÃO CULTURAL



AGENDA

PROGRAMACAO CULTURAL

Poropópó - No Parque das Ruínas, domingos de junho, ás 11h. 


Uma Família de Palhaços, onde juntos realizam números e reprises clássicos da palhaçaria mundial. Mantendo vivo o jogo cômico em duplas e trios revivem as cenas do Circo tradicional, revelando com um humor ingênuo uma grande brincadeira e diversão para o publico de todas as idades. Com gags, reprises de palhaços, números tradicionais e a relação da família nas cenas, eles entram sempre querendo mostrar o melhor de si, mas como bons palhaços são mais atrapalhados do que habilidosos.

Ficha Técnica: Direção – André Garcia Alvez e Ludmilla Silva 
Supervisão de Direção – Pirajá Bastos, Latur Azevedo 
Figurino – Edson de Souza Galvão 
Cenário – Violeta Vilas Boas 
Direção Musical – Roldão D’Pret Jr Op. de 
Som – Alessandro Persan Luz – João Gioia 
Produção – Será O Benidito?! Cia. de Teatro, Circo e Rua 
Atores/Palhaços – Ludmilla Silva / André Garcia Alvez / Pedro Garcia Alves / Alice Garcia Alves.
 
De 28/05 a 26/06 - Domingos às 11h - 
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) 
Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas 
Rua Murtinho Nobre 169 – Santa Teresa 
Tel: 2215-0621


____________________________________

"INSTABILIDADE PERPÉTUA", EM CARTAZ NO PARQUE DAS RUÍNAS, SÁBADOS E DOMINGOS DE JUNHO – 19h 

“Instabilidade Perpétua” - um solo a partir da obra homônima do filósofo paulista Juliano Garcia Pessanha, que fala sobre a necessidade de encontrar um espaço desmobilizado: espaço da amizade, para autorizar a dor e desvendar aquilo que ela sinaliza, em um mundo cada vez mais técnico e hipernomeado. Fala da a arte como o lugar onde a verdade é pensada como desvelamento, capaz de manter o combate entre o velado e o descoberto, o mundo domado e o não domado. Assim como o texto, a cena se desenvolve através de historietas, reflexões e poesia. 

Ficha Técnica: 
Direção: Julia Bernat Stella rabello, Daniella Visco e Georgette Fadel 
Produção: Ana Vulvão Soraya Ravenle, Nathalia Ditto I
Ingressos: R$ 40,00 (INTEIRA) R$20,00 (MEIA OU NOME NA LISTA AMIGA NO EVENTO DO FACEBOOK) 
Local: Teatro 
Classificação etária: 14 anos 
Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas 
Rua Murtinho Nobre 169 – Santa Teresa 
Tel: 21 2221 -0621 
***A BILHETERIA ABRE 1H ANTES DO INÍCIO DO ESPETÁCULO. 
***ACEITAMOS PAGAMENTO SOMENTE EM DINHEIRO

____________________________________________________________________________







PROGRAMAÇÃO TEATRO IPANEMA – JUNHO / 2017
Rua Prudente de Morais, 824A - Ipanema
Bilheteria do Teatro: (21) 2267-3750
e-mail: teatroipanema.cultura@gmail.com
Horário de funcionamento: 14h às 22h
Capacidade: 193 (cento e noventa e três) lugares




MUSICA

PEDRO MANN

Lançamento do clipe "A gente Combinou"

Cidade Copacabana é o segundo disco solo do cantor, compositor e baixista Pedro Mann. Criado imerso em um cenário metafórico de encontros e desencontros que compõem o cotidiano de Pedro, o disco apresenta canções autorais tendo como pano de fundo a cidade e as tensões entre o indivíduo e o coletivo.

O disco revela histórias que remontam um imaginário de um bairro com dimensões de cidade, onde Mann passou a infância e escolheu para voltar a morar há alguns anos. A miscelânea urbana e seus contrastes estão presentes em cada faixa do disco, trazendo novas sonoridades ao trabalho do compositor.

Cidade Copacabana nasce de uma expansão da consciência musical de Pedro Mann. Unindo a potência do groove ao som elegante do violino, o batidão do funk carioca à sanfona, flertando com o rap e propondo uma mistura dançante e poética de ritmos, sons e influências, o cantor aposta no enfrentamento diário que a urbe provoca.

Pedro Mann traduz o argumento do novo trabalho numa pluralidade presente desde a concepção do disco. Uma produção dupla e independente assinada por artistas como Duani e Lucas Santtanna oferece a surpresa de diferentes escolhas e o complemento de estilos que resultam no desdobramento múltiplo de arranjos, letras, timbres e experiências.


Pedro Mann (voz e baixo)

Mauricio Chiari (bateria)

Pedro Silveira (guitarra)

Ricardo Rito (teclados)

Quinta-feira, 29 de junho

20h30

R$ 20,00 (inteira), R$ 10,00 (meia)

Classificação: livre

Teatro Ipanema


HORÁRIO INFANTIL

JONGO MAMULENGO

Numa celebração à cultura brasileira, com foco em três patrimônios imateriais do país, o Coletivo Bonobando apresenta seu primeiro infanto-juvenil: o espetáculo JONGO MAMULENGO, parceria com o Jongo da Serrinha e o Cordão do Boitatá, que estreou dia 27 de maio, no Teatro Ipanema, com direção de Adriana Schneider. Na montagem, o jongo, o samba e o mamulengo são os protagonistas da história contada por atores, músicos e os bonecos, que representam importantes figuras históricas como Vovó Maria Joana, Mestre Darcy, Silas de Oliveira, Tia Ciata, Clara Nunes, Dona Ivone Lara e Princesa Isabel, confeccionados especialmente pelo Mestre Zé Lopes, mamulengueiro pernambucano. No palco, integrantes do Jongo da Serrinha e do Cordão do Boitatá também estarão em cena tocando e dançando.


Ficha Técnica:
Dramaturgia e Texto: Coletivo Bonobando
Com: Karla Suarez, Lívia Laso, Marcelo Magano, Patrick Sonata e Thiago Rosa
Músicos: Anderson Vilmar, Cristiane Cotrim, Lazir Sinval, Luisa Marmello, Luiz Flavio Tournillon Alcofra, Ricardo Cotrim e Thiago Queiroz
Direção e metodologia de dramaturgia: Adriana Schneider
Colaboração: Lucas Oradovschi
Bonecos: Mestre Zé Lopes, Adrianna Trivelato e Thiago Rosa
Direção Musical: Lazir Sinval, Luisa Marmello e Ricardo Cotrim
Figurino, cenário e adereços: Adrianna Trivelato
Concepção do Projeto: Dyonne Boy
Iluminação: Lelê Santiago e Lucas Oradovschi
Produção: Karla Suarez
Assistência de produção: Damiana Alves
Produção Executiva: Dyonne Boy e Marcelo de Brito
Comunicação: Hugo Bernardo, Karla Suarez, Lívia Laso e Marcelo Magano
Assessoria de Imprensa: Rachel Almeida
Artes: Alcinoo Giandinoto
Realização: Jongo da Serrinha, Coletivo Bonobando, Grupo Pedras de Teatro e Cordão do Boitatá



27 de maio a 18 de junho
sábados e domingos, às 16h
R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: livre
Teatro Ipanema


HORÁRIO ALTERNATIVO

CIDADE CORRERIA

Formado por jovens de territórios populares do Rio, o Coletivo Bonobando chamou a atenção de público e crítica no ano passado com a apresentação do contundente CIDADE CORRERIA, espetáculo de criação coletiva e direção de Adriana Schneider e Lucas Oradovschi, para curta temporada no Teatro Ipanema. Com apresentações lotadas, a montagem apresenta uma cidade caótica, com cenas que transbordam urgências cotidianas, contradições, alegrias, delírios, feridas e potências. A direção artística e preparação dos atores foram realizadas por Adriana Schneider, Lucas Oradovschi, Ricardo Cotrim, Mariana Mordente e Cátia Costa. Parte do processo envolveu o artista Thiago Florencio que conduziu uma experiência a partir de seu trabalho sobre objetos em deriva etnográfica.

Ficha Técnica:

Concepção e dramaturgia: Coletivo Bonobando

Direção: Adriana Schneider e Lucas Oradovschi

Com: Daniela Joyce, Hugo Bernardo, Igor da Silva, Jardila Baptista, Karla Suarez, Livia Laso, Marcelo Magano, Patrick Sonata, Thiago Rosa, Vanessa Rocha. Atriz substituta: Camila Krishna.

Metodologia de dramaturgia: Adriana Schneider

Direção de movimento: Cátia Costa e Mariana Mordente

Direção musical e trilha original: Ricardo Cotrim

Funk “Xô sai pra lá”: Marcelo Magano e Ricardo Cotrim

Direção de arte: Fabiana Mimura

Iluminação: Nina Balbi

Preparação corporal: Cátia Costa

Treinamento de máscaras balinesas: Lucas Oradovschi

Assistência de arte: Filipe Duarte

Direção de produção: Karla Suarez

Produção executiva: Marcelo de Brito

Comunicação: Hugo Bernardo, Lívia Laso, Karla Suarez e Marcelo Magano

Textos da pesquisa: O bebê de tarlatana rosa, de João do Rio; A última chuva do prisioneiro, de Mia Couto; O duelo entre a criança que diz sim e a cidade que diz não, de Thiago Rosa; Banzeiro, de Ricardo Cotrim; Cidade Correria 1, de Thiago Florencio; Cidade Correria 2, de Daniel Guimarães.

Assessoria de imprensa: Racca Comunicação - Rachel Almeida



17 de maio a 22 de junho

Quartas e quintas, às 20h

R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Duração: 1 hora

Classificação indicativa: 12 anos

Teatro Ipanema



HORARIO NOBRE

IVANOV

Apresentar um texto de Anton Tchekhov para o público de hoje, numa cidade como o Rio de Janeiro, é fazer com que esse público tenha contato com um dos maiores dramaturgos da história do teatro. Isso é óbvio. Mas é preciso mais do que isso. É preciso fazer com que esse público perceba claramente a contemporaneidade de sua obra e sua capacidade, nos dias atuais, de se comunicar, de sensibilizar e divertir.

Nikolai Ivanov, o protagonista, é um homem que não consegue mais se conectar com o mundo à sua volta, um mundo em constante mudança. A peça teve sua primeira versão escrita em 1887 - a segunda, definitiva, seria escrita em 1889 - e, no entanto, parece que Tchekhov está nos falando do homem no mundo de hoje. Com sua peculiar delicadeza e seu senso de humor, Tchekhov nos dá a oportunidade de procurar entender e questionar o comportamento do ser humano, confuso e perturbado ante as perspectivas que a vida oferece, mesmo mais de 130 anos depois.



Direção: Ary Coslov

Adaptação: Ary Coslov e Isio Ghelman

Assistente de direção: Marcelo Aquino

Elenco: Isío Ghelman, Marcelo Aquino, Marcio Vito, Mario Borges, Mayara Travassos e

Sheron Menezes

Cenário: Marcos Flaksman

Figurino: Beth Filipecki

Desenho de luz: Aurélio de Simoni

Trilha sonora: Ary Coslov

Assistente de produção: Renata Valois

Direção de produção: Celso Lemos



13 de maio a 19 de junho

R$ 40,00 (inteira) - R$ 20,00 (meia)

Duração: 70 minutos

Não recomendado para menores de 12 anos

Teatro Ipanema


EVENTO



REPENSA – Resistência, Performance e Pensamento.

Evento de resistência artística e de reflexão à onda conservadora que se apresenta no mundo.

Serão 03(três) dias de evento com mesas de discussão temáticas com pensadores, performances, artistas da cidade e DJ’s no palco.

Performances inéditas criadas para o evento.

Dia 24/6 - O Espanto da Realidade – Mesa Mateus Ferreira

Dia 25/6 - Diversidade Hoje – Mesa Dandara dos Santos

Dia 26/6 - Politicas Raciais – Mesa Rafael Braga


De 18h às 20h - Performances

De 20h30 às 22h - Mesas de debate.

De 22h a 00h DJ no palco


Idealização: Alexandre Mello e Rogério Garcia

Direção de Produção: Rogério Garcia

Produção Executiva: Pedro Lima

Realização: Usina D’arte Produções Artísticas.


Performers

Alexandre Mello

Oscar Saraiva

Marcia Rubin

Fabiana Mello e Souza.

Brecha coletivo – direção de Patrick Sampaio

Cristina Moura

Entre Marés – direção de Tiago Ribeiro

Gilberto Gawronski

Joelson Gusson


Sábado a segunda-feira: dias 24, 25 e 26 de junho - 18h às 00h

R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)

Não recomendado para menores de 12 anos

Teatro Ipanema

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs