Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

30 de dez de 2016

''A HISTÓRIA DE NÓS 2'' de Licia Manzo Direção: Ernesto Piccolo estreia 5 de janeiro no Teatro Vannucci


"A história de nós 2"

Alexandra Richter e Bruno Garcia em
A HISTÓRIA DE NÓS 2
de Licia Manzo
Direção: Ernesto Piccolo
estreia 5 de janeiro no Teatro Vannucci

"A história de nós 2" é uma comédia romântica, merecendo a definição da categoria por ser alegre, divertida e respeitadora da inteligência da plateia. Realmente um espetáculo muito agradável." Bárbara Heliodora

A nova montagem do espetáculo “A História de Nós 2” retorna ao Rio de Janeiro para temporada de verão no Teatro Vanucci, Shopping da Gávea. A comédia foi um dos maiores sucessos nos últimos tempos. Estrelada pelos atores Alexandra Richter e Bruno Garcia, conta as aventuras e desencontros de um casal já separado, que revê a sua própria história na noite em que o marido vai buscar seus pertences no apartamento.


SAIBA MAIS

Serviço:
A Historia de Nós 2
temporada de 05/01 a 26/03
Teatro Vannucci Shopping da Gávea
Quinta a Sábado 21h30, Domingo 20h
Classificação: 12 anos
Ingressos:
Quinta e sexta R$ 70,00 (inteira) R$ 35,00 (meia)
Sábado e Domingo R$ 80,00 (inteira)  R$ 40,00 (meia)
Formas de pagamento
cartão - tudus.com.br
bilheteria do teatro - somente em dinheiro
Bilheteria: de terça a domingo, das 14h até o horário de início do espetáculo
Capacidade:  427 lugares.
Gênero: Cómédia
Duração: 70 minutos
foto: Dalton Valério

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais
 agendaculturalrj@gmail.com
#agendaculturalrj

  Instagram

“Paco e o Tempo” Uma reflexão para crianças e adolescentes, sábados e domingos, às 16 horas, do dia 14 ao 29 de janeiro de 2017 no CCJF.


“Paco e o Tempo”

Uma reflexão para crianças e adolescentes.
 A peça foi indicada para o 3º. Prêmio CBTIJ de Teatro para crianças (Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude) na  categoria Trabalho de Formas Animadas

Crédito: Marcos Felipe

Já se perguntou por que o tempo passa? Por que ele passa? Por onde? Os mistérios do tempo impulsionaram o pequeno Paco, de sete anos, a se aventurar em uma jornada poética e divertida em busca de respostas e levará o público, mais uma vez, a mergulhar no universo de encanto da peça “Paco e o Tempo”. A convite do Centro Cultural da Justiça Federal a peça, que estreou dia 5 de novembro e encerrou 18 de dezembro, vai estender suas apresentações para o próximo ano. Serão mais seis apresentações, três sábados e domingos, às 16 horas, que irão do dia 14 ao 29 de janeiro de 2017.





Serviço
“Paco e o tempo”
Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 – Centro – Tel.: 3261-2550
Sábados e domingos, de 14 a 29 de janeiro
Horário: 16h
Duração: 50 minutos
Capacidade: 142 lugares
Valor do ingresso: R$ 30 inteira / R$15 meia-entrada
Classificação etária: Livre.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

  Instagram

29 de dez de 2016

Dia 07 de janeiro (sábado) tem o primeiro Baile à Fantasia do Teatro Rival, com a participação dos blocos Exagerado e Superbacana.


Blocos Exagerado e Superbacana animam o primeiro Baile à Fantasia do Rival.

O ano novo mal começa e já tem gente fazendo contagem regressiva para o Carnaval. Mas a boa notícia é que ninguém mais precisa esperar fevereiro para entrar no clima. Os foliões já podem separar os confetes e serpentinas porque no dia 07 de janeiro (sábado) tem o primeiro Baile à Fantasia do Teatro Rival, com a participação dos blocos Exagerado e Superbacana.
Estreante no Carnaval do Rio de Janeiro, o Superbacana abre o evento. Embalado por ritmos típicos da folia de Momo, o bloco homenageia a riqueza e a diversidade da Tropicália através da música e também das influências que o movimento teve no teatro, figurino, literatura, cinema e artes plásticas.

O Exagerado, uma das boas novidades do Carnaval carioca em 2016, fecha a noite. A partir da base original de sucessos de Cazuza como cantor e compositor, o bloco faz a festa com uma bateria de tamborins, caixas, ganzás, repiques e surdos que divide o palco com guitarra, baixo e vocal. O resultado faz o público vibrar com as releituras de “Vida louca vida” em ritmo de samba, “Por que a gente assim?” na pegada do baião e o frevo de “Malandragem”.

O público ainda vai poder se divertir ao som do DJ Matheus Marins e mostrar toda a sua originalidade no concurso que vai premiar a fantasia mais criativa. Os ingressos custam R$ 35,00. A festa começa às 22h e vai até às 04h.

Serviço:
Baile à Fantasia
Onde: Teatro Rival
Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33 – Cinelândia, RJ
Horário: 22h às 04h
Telefone: (21) 2240-4469
Ingressos: R$ 35,00
Classificação 18 anos.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

27 de dez de 2016

Passeio Guiado GRATUITO apresenta o rico patrimônio histórico-cultural da Tijuca

O TUAS e o Projeto Viva Bairro! convidam você para conhecer os atrativos turísticos e naturais da Tijuca!

Programação 30/12 - Sexta-feira: PASSEIO CULTURAL + DISTRIBUIÇÃO DE BRINDES



INSCRIÇÃO GRATUITA: https://goo.gl/Uch6OU



PONTO DE ENCONTRO: 09h00 Praça de Alimentação do Extra Maracanã - Rua José Higino, 115 - Tijuca


O Passeio Guiado apresenta o rico patrimônio histórico-cultural da Tijuca e a atual situação dos rios do bairro que, no Brasil Império, atraiam turistas de toda a cidade.


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

15 de dez de 2016

Antonia Dias Leite estreia no Paço Imperial com a individual Eterno Retorno


Antonia Dias Leite estreia no Paço Imperial com a individual Eterno Retorno

Artista apresentará série de fotografia e videoinstalação



Antonia Dias Leite iniciou sua relação com a imagem fotográfica durante a adolescência, explorando seus limites e possibilidades através de uma pesquisa que oscila entre a representação e a abstração. O resultado de um projeto realizado ao longo dos últimos dois anos será apresentado na exposição “Eterno Retorno”, com abertura em 17 de dezembro, no Paço Imperial. A mostra, com design de exposição de Ana Luisa Dias Leite, ocupará o Terreirinho, espaço de 90 metros quadrados inaugurado recentemente pela diretora Claudia Saldanha.



A artista de 36 anos apresentará 10 fotografias e uma videoinstalação, interligadas, que exploram o movimento infinito da impermanência. “Esta série é uma pesquisa visual que fala sobre a relação entre o etéreo e o material. A construção narrativa do trabalho é inspirada em mecanismos de sonhos, onde imagens se conectam de forma

fluída através da livre associação ”, explica.

Na primeira sala da exposição, a série fotográfica funciona como uma transição que conduz o espectador para um ambiente escuro, fechado por uma cortina de veludo, criando uma espécie de caverna, onde a videoinstalação o transporta à uma experiência imersiva, que conta com a trilha sonora ambiente criada também pela artista. “É neste conceito alquímico de transmutação permanente e circular, que Antonia Dias Leite faz emergir a potência questionadora e visceral de sua jornada visual em direção as profundas camadas do subconsciente humano, onde o real e o surreal se tocam, num constante processo de criação, destruição e renovação”, comenta o jornalista Fabiano Post no texto de apresentação sobre a mostra.

Serviço

Título: Antonia Dias Leite – Eterno Retorno

Abertura: 17 de dezembro (sábado), das 15 às 18h

Paço Imperial – Praça XV, 48, Centro (2215-2093/5231)

Período da exposição: 18 de dezembro a 19 de fevereiro de 2017

Funcionamento: de terça a domingo, das 12h às 19h.

Entrada franca.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Espetáculo “Avenida Central” em cartaz no Teatro Dulcina

Espetáculo “Avenida Central” costura fragmentos, textos e personagens das crônicas, contos e peças dos diversos pseudônimos de João do Rio

o Primeiro trabalho do Coletivo Cosmogônico e de João Bernardo Caldeira na direção,

montagem fica em cartaz no Teatro Dulcina de até dia 22 dezembro, com entrada franca e supervisão de Celina Sodré

o Vencedor dos editais de Fomento da Prefeitura do Rio e de Ocupação da Funarte, espetáculo tem sua temporada de estreia

realizada de forma itinerante, no Centro, Madureira, Campo Grande, Anchieta e Penha
”, de João do Rio.

Figura pública e notória, João do Rio caiu no ostracismo após a sua morte (1881-1921). Depois de ter a sua obra recuperada, tem sido frequentemente lembrado por meio de recorrentes clichês, que enfatizam, sobretudo, a figura do flaneur, a exaltação da rua ou a série de crônicas sobre religiões. Ignoram-se, no entanto, em sua obra, elementos caros à modernidade e à crise da arte contemporânea, como a quebra da sacralidade da obra de arte canônica, a desfronteirização de gêneros, das diversas expressões da escrita e entre obra e autor, arte e realidade. Ou também princípios de inacabamento, rizoma e polifonia. No dia 15 de dezembro, às 17h, no Teatro Dulcina, um debate abordará estes aspectos menos explorados e os pontos de contato com a cena expandida contemporânea, com os pesquisadores Celina Sodré (Diretora, e professora Doutora da UFF), Adriana Schneider (Professora Doutora da UFRJ

em Direção Teatral e Artes da Cena), João Carlos Rodrigues (biógrafo de João do Rio), Iuri Lapa e Lia Jordão (historiadores e pesquisadores da Biblioteca Nacional).

“Avenida Central”

Temporada: de 08 a 22 de dezembro

Apresentações: quarta, quinta e sexta e domingo às 19h. Sábado, às 20h.

1ª semana – de quinta (8/12) a domingo (11/12)

2 ª semana – quarta (14/12) a domingo (18/12)

3ª semana – quarta e quinta - dias 21 e 22/12

Tradução em Libras – Linguagem Brasileira dos Sinais:

Dias 9, 17 e 21/12

Teatro Dulcina – Rua Alcindo Guanabara 16, Centro – Metrô Cinelândia.
Classificação: 12 anos. Duração: 90 minutos. Capacidade: 40 lugares. Entrada Franca

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

  Instagram

14 de dez de 2016

‘Ciclo Ato Criador – Outros possíveis’ encerra edição deste ano, dia 15/12 , "Mostra Outros Possíveis", uma mostra artística com performances no Oi Futuro Flamengo

‘Ciclo Ato Criador – Outros possíveis’ encerra edição deste ano, dia 15/12 , "Mostra Outros Possíveis", uma mostra artística com performances no Oi Futuro Flamengo 

Com direção de Ana Lúcia Pardo, evento celebra 10 anos de atividades com mesas-redondas, workshops, debates e oficinas com artistas e teóricos de áreas diversas. Todos os eventos são gratuitos

Dia 15/12, Quinta-feira, 14h. Teatro Oi Futuro Flamengo

Mostra Outros Possíveis

Mostra com 12 artistas, arteiros, grupos ou coletivos selecionados para apresentar as outras possibilidades que estão surgindo nessa sociedade, mas que já tratam das novas relações amorosas, emocionais, estéticas e criativas.

Mostra Outros Possíveis: Dia 15/12 – Quinta-feira, às 14h. Oi Futuro Flamengo – Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo. Telefone: (21) 3131-3060.


Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Livro infantil retrata de maneira divertida a hiperatividade


Livro infantil retrata de maneira divertida a hiperatividade


Abordar de forma leve, afetuosa e divertida as principais características das crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Essa é a proposta do livro infantil “João Agitadão”, da escritora e psicóloga Lia de Paula Moraes.

A obra conta a história de um menino muito agitado chamado João. O personagem gosta muito de correr, não consegue ficar quieto e ainda tem uma capacidade incrível para se distrair com qualquer coisa. Todas as características de alguém com TDAH. Por conta do seu jeito elétrico e estabanado, ele passa por problemas com professores, nos locais por onde anda e até com os coleguinhas da rua na hora da brincadeira.

- A ideia principal é que a criança hiperativa ao conhecer o personagem se identifique com ele e isso contribua para formar uma autoimagem mais positiva – diz a autora.

A escritora conta que a inspiração veio de suas experiências pessoais e na carreira desde quando o TDAH tinha pouca divulgação nos meios de comunicação e entre as famílias. Em casa, por exemplo, ela teve de lidar com a hiperatividade do filho mais velho, hoje um publicitário bem-sucedido. No trabalho, ela atendia muitas crianças com TDAH num posto de saúde da rede pública.

Para facilitar o atendimento das crianças com o transtorno, a autora escreveu o texto que lia para elas e depois pedia que fizessem um desenho sobre a história. Isso as ajudava a falarem sobre si mesmas. Com o tempo, percebeu o valor terapêutico do texto e surgiu a ideia do livro "João Agitadão".

- A linda ilustração do publicitário Ney Megale tornou o livro atraente também para as crianças sem sinal de hiperatividade, que vão entender e aceitar mais os colegas desatentos e agitados - conclui.

Sobre a autora
Lia de Paula Moraes é Psicóloga clínica, formada pela PUC-Rio e aposentada pelo Ministério da Saúde.


Ficha técnica
Título: João Agitadão
Autor: Lia de Paula Moraes
Ilustrações: Ney Megale
Tamanho:  27,50cm X20.50cm
Páginas: 26
ISBN 978-85-89862-32-5
Preço: R$28,00
Editora: Caravansarai
Links para comprar:
www.livrariacultura.com.br/p/joao-agitadao-9048540
www.saraiva.com.br/joao-agitadao-3093514.html

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj

  Instagram

Olho Nu - Exposição de Barbara Soterio, em Santa Teresa



Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

Muita música e moda na edição de Natal do #OcupaFiló com entrada franca.


Muita música e moda na edição de Natal do #OcupaFiló com entrada franca.
O sarau cultural organizado pela diretora de teatro e produtora cultural Filomena Mancuzo, recebe diversas atrações na edição de Natal do #OcupaFiló, na Zona Sul do Rio de Janeiro, no sábado dia 17.

A música fica por conta da cantora Lizza Dias, Riko Vianna e dos DJ’s Richard Maman e Dj Jacaré (Top Charme de Santa Tereza), além da participação de Guistavo Ottoni. Evento é gratuito com classificação é livre e começa às 20h. O #OcupaFiló fica na Rua Santo Amaro, 95, Glória.

O #OCUPAFILÓ é uma iniciativa que veio para agitar o circuito cultural no bairro da Glória fazendo um encontro com artistas que mostrarão um pouco de suas escolhas musicais, seus poemas preferidos e autorais, empreendedores criativos mostrando suas tendências através da moda, arte, design, gastronomia e música.

Além de curtir boa música, você pode aproveitar para fazer suas compras de Natal no bazar que ficará aberto durante todo o evento! E não deixe de provar o incrível caldo verde, especialidade da casa.

Serviço:

#OcupaFiló Sarau Especial de Confraternização
Data: 17/12/2016
Hora: a partir das 20h
Local: Rua Santo Amaro, 95, Glória.
Entrada: Gratuita
Classificação: Livre.

E-mail: mancuzo.entreterimento@gmail.com
Link do evento: https://www.facebook.com/events/316960395364321/

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais
agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj
  Instagram

A PAIXÃO SEGUNDO ADÉLIA PRADO Com Elisa Lucinda no Teatro Laura Alvim, que foi reinaugurado no dia 17/11.


A PAIXÃO SEGUNDO ADÉLIA PRADO 

Com Elisa Lucinda
Direção de Geovana Pires
Participação do músico multi-instrumentista André Ramos 
 “A Paixão Segundo Adélia Prado” marca a reinauguração do Teatro Laura Alvim 

Após mais de um ano fechado para reforma, o Teatro Laura Alvim, no Rio de Janeiro, será reinaugurado no dia 17 de novembro com o espetáculo ‘A Paixão Segundo Adélia Prado’  realizado através do Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e pelo projeto Vivo EnCena, da Vivo
Comemorando 30 anos de carreira, a atriz Elisa Lucinda se joga num profundo mergulho poético em ‘A PAIXÃO SEGUNDO ADÉLIA PRADO’ e traduz a poeta mineira num roteiro criado para revelar sua noção pagã e sacra do pecado e desnudá-la por obra de sua própria palavra. O momento também celebra os 20 anos do encontro entre a atriz e a diretora Geovana Pires que escolheram Adélia Prado para selar esta festa. As apresentações via Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e projeto Vivo EnCena,  que marcam a reabertura do Teatro Laura Alvim, um espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ, acontecem às quintas, sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h.

SAIBA MAIS

A PAIXÃO SEGUNDO ADÉLIA PRADO
Teatro Laura Alvim  (190 lugares)
Av. Vieira Souto, nº 176, Ipanema, Rio de Janeiro
Informações: (21) 2332-2015
Dias e horários: Quinta, sexta e sábado - 21h / Domingo – 20h
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Vendas: www.ingressorapido.com.br
Classificação etária: 12 anos
Duração: 1h20m
Apresentação para convidados: dia 21 de novembro de 2016, às 21h
Temporada: de 17 de novembro de 2016 a 12 de fevereiro de 2017.

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com 

#agendaculturalrj 


    Instagram

9 de dez de 2016

Tiquequê apresenta show especial de Natal no Theatro Net Rio


Tiquequê apresenta show especial de Natal no Theatro Net Rio
A apresentação inédita mescla músicas natalinas e grandes sucessos, dia 11 de dezembro, às 11h.



O Theatro Net Rio apresenta um show especial de Natal do grupo Tiquequê, dia 11 de dezembro, às 11h. Será uma apresentação inédita que mesclará músicas natalinas e grandes sucessos.

Encantando cada vez mais crianças e adultos, o Tiquequê fecha o ano com o seu novo Show Especial de Natal, apresentando um repertório que mistura composições inéditas e grandes sucessos do grupo, com interpretações de músicas natalinas populares e de compositores consagrados.

Nessa apresentação especial, o grupo continua seguindo a linha de espetáculo que tanto agrada seu público, a mistura de linguagens expressivas, em uma integração de música, teatro, narração de histórias, dança e brincadeiras, mas com um clima natalino que encantará crianças e familiares.

Sobre o Tiquequê

Sucesso absoluto entre as crianças, mas que hipnotiza toda a família, o Tiquequê existe há 14 anos, resultado de um trabalho único de um quarteto fantástico com formação multidisciplinar, da música à pegadogia, passando pela psicologia. Toda a concepção e coreografia do grupo é assinada pelos próprios integrantes: Diana Tatit, Bel Tatit, Angelo Mundy e Wem.

Repertório:
Jingle Bells
Sapatinho de Natal (Domínio Público)
Trava-língua (Wem)
Lorota Boa (Humberto Teixeira/ Luiz Gonzaga_adaptação Grupo Tiquequê)
Salada (Diana Tatit/ Carolina Carneiro)
Prato Fundo (Noel Rosa/ João de Barro)
Carrapato e Carrapicho (Paulo Tatit/ Carolina Carneiro)
Fio Invisível (Angelo Mundy/ Wem)
Pode Virar (Diana Tatit/ Wem)
Tô com Medo (Wem)
Papai Noel e Eu (Angelo Mundy)
A Rosa e o Cravo (Diana Tatit)
Cultura (Arnaldo Antunes)
Dente Mole (Wem)
O Gigante (Angelo Mundy)
Ficha Técnica – Show Natal Tiquequê
Roteiro e Direção: Tiquequê
Produção Musical e Arranjos: Angelo Mundy, Jonas Tatit e Wem
Figurino: Daniela Gimenez
Cenário: Taissa Montiel com apoio de Alice Fresnot
Projeto de iluminação: Sylvie Laila
Arte: Taissa Montiel
Apoio: Teatro Querosene e Alice Fresnot
Elenco: Angelo Mundy, Bel Tatit, Diana Tatit e Wem
Management: LIBERTÀ ARTE



SERVIÇO

Show de Natal - Tiquequê
Theatro Net Rio – Sala Tereza Rachel. Rua Siqueira Campos, 143 – Sobreloja – Copacabana. (Shopping Cidade Copacabana).
Horário: 11h.
Data: 11 de dezembro.
Classificação: Livre.
Duração: 60 minutos.
Ingresso: R$ 100,00 (plateia e frisas) R$ 80,00 (balcão) e R$ 40,00 (Balcão com visão parcial).

Direito à meia entrada e descontos : http://www.theatronetrio.com.br/pt-br/bilheteria.html

Capacidade do Teatro: 622 lugares.
Telefone do teatro: 21 2147 8060 / 2148 8060

Site: www.theatronetrio.com.br










Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj Instagram

8 de dez de 2016

EXPOSIÇÃO: 'MEU CORPO SERÁ SEMPRE MEU CORPO' O corpo feminino é o tema das esculturas de Aline Matheus abertura: 8 de dezembro no Espaço Furnas Cultural curadoria: Paulo Branquinho

EXPOSIÇÃO: 'MEU CORPO SERÁ SEMPRE MEU CORPO'

O corpo feminino é o tema das esculturas de Aline Matheus

abertura: 8 de dezembro no Espaço Furnas Cultural

curadoria: Paulo Branquinho



Com intensa carga de movimento e emoção, a escultora Aline Matheus apresenta suas obras numa individual no ESPAÇO FURNAS CULTURAL, em Botafogo, mostrando o corpo humano como veículo expressivo de sua interioridade. A partir de 9 de dezembro o público poderá conferir os trabalhos dessa artista que propõe o resgate do corpo como matéria sensível e reveladora da essência de cada ser. A curadoria é de Paulo Branquinho e o patrocínio de Eletrobrás Furnas, Ministério de Minas e Energia e Governo Federal.



Através de um trabalho difícil e exigente, Aline utiliza como matéria-prima barro, ferro, aço, resina, bronze e a reutilização de materiais derivados da indústria naval e madeiras brutas de demolição, subvertidos do seu contexto original e transformando-os em algo impregnado de significação. O gesto, o corpo e o movimento são temas recorrentes no trabalho da artista. O tecido que une todas as estruturas do corpo, compõem sua memória, esculpido pelas mudanças e transformações que cada ser encontra na sua história. Uma história que está marcada em cada corpo e que não pode ser apagada. Uma história que se torna viva através da transformação da matéria objetiva que a artista trabalha, em expressão humana.



A construção do universo estético do trabalho Meu Corpo Será Sempre Meu Corpo, surgiu a partir do aprofundamento das experiências vividas na pesquisa sobre o movimento dos corpos e sua relação com o homem contemporâneo. A padronização da aparência física, os prazeres oferecidos aos olhares através da exagerada exposição dos corpos, a possibilidade do uso da ciência na reprodução da vida e replicação da individualidade humana, transformou o corpo em um lugar de interminável exploração. Esse trabalho atribui um outro sentido, um outro valor ao corpo. Faz do corpo humano um lugar privilegiado da criação artística, capaz de unir o interior e o exterior. Um trabalho que é realizado de forma artesanal, em face das tecnologias industriais que caracteriza a época atual.



Aline Matheus já realizou exposições individuais e coletivas no Brasil e exterior onde se destacam :



ARTEXPO – Las Vegas ; WORD-NASSE Gallery – Nova York ; O INSTANTE ANTERIOR À QUEDA - Antiga Fábrica da Bhering - Rio de Janeiro - A FERRO E FOGO - Centro Cultural dos Correios - Rio de Janeiro;

DA POTÊNCIA AO ATO –Centro Cultural Carioca /RJ ; FESTIVAL DE ESCULTURAS DO RIO - Centro Cultural Justiça Federal ; OCUPAÇÃO MORAES E VALE – Rio de Janeiro ; CINCO OLHARES - Espaço da Pátria - Niterói ; Exposição SÃO DOMINGOS –- Espaço da Pátria; Exposição EVENTUM –- Espaço da Pátria /Niterói ; SALÃO SAINT GERMAIN – Prêmio Menção Honrosa - São Paulo / 2007

1° SALÃO DE ARTES DE PARATY – 2004.

A escultora é bacharel em Direito e atriz formada pela CAL.

Link da artista disponível no Youtube, endereço abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=lqlVTYdClGg ou A FERRO E FOGO Esculturas Aline Matheus



SERVIÇO:

EXPOSIÇÃO: MEU CORPO SERÁ SEMPRE MEU CORPO

ARTISTA PLÁSTICA: ALINE MATHEUS

Local: Espaço Furnas Cultural

Rua Real Grandeza 219, Botafogo – Rio de Janeiro – RJ

Abertura: 8 de dezembro de 2016 – 19 horas

Período de 9 de dezembro de 2016 à 29 de janeiro de 2017

Horário : de terça à sexta das 14h às 18h e sábado, domingo e feriados das 14h às 19h.

Não há necessidade de ingresso para a exposição .

Entrada Franca

CLASSIFICAÇÃO: LIVRE



Ficha Técnica:

Curadoria: Paulo Branquinho

Produção Executiva: Ventania Cultural / Maria do Rosário Malcher

Fotos: Miguel Moraes

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com

 #agendaculturalrj 
  Instagram

Exposição "Ao TAPETEVERMELHO - Umberto França" no Centro Cultural Justiça Federal/ Rio de Janeiro Em comemoração aos 15 anos do Centro Cultural Justiça Federal no Rio de Janeiro


Exposição "Ao TAPETEVERMELHO - Umberto França" no Centro Cultural Justiça Federal/ Rio de Janeiro

Em comemoração aos 15 anos do 

Centro Cultural Justiça Federal no Rio de Janeiro 

a cor vermelha é o tema da exposição ideal-

izada pelo artista plástico Umberto França para 

marcar a presença da técnica da têmpera/ 

pigmento em razão de sua rara difusão no pan-

orama da arte contemporânea brasileira.

Um tapete vermelho executado em 

carpete pintado em têmpera conduzirá o 

público visitante até o interior das galerias, 

onde obras monumentais do artista dialogam 

com a arquitetura do prédio que inspirou esta 

criação e exibem o resultado de 43 anos de 

utilização desta técnica.

O mito do tapete vermelho é colocado 

em questionamento quanto a seus efeitos 

segregadores, para quem está dentro e para 

quem está fora dele, e o que isto representa 

para a nossa cultura. Esta idéia norteou 

também o conceito e a concepção estética da 

obra, bem como as ações performáticas que 

ocorrerão nos três meses de duração da 

exposição.

A mostra é um convite para que as 

pessoas ocupem o tapete vermelho de forma 

participativa e totalmente interativa – já que o 

público caminhará sobre parte das obras – e 

ações performáticas interativas serão realizadas 

com o público, com recursos de acessibilidade 

disponibilizados para pessoas com deficiência 

física e sensorial. Neste sentido, o caráter 

interativo da exposição se une ao conceito do 

financiamento coletivo, que ensejou a realiza-

ção da exposição.

No encerramento será lançado um 

catálogo que conterá também o registro 

fotográfico e de vídeo resultante dos 3 meses 

da exposição. 

visite: www.artepadilla.com.br



Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com 
#agendaculturalrj 
  Instagram

Dia 17 de novembro, quinta-feira, ás 18h, acontece a mesa Ocupas, no auditório 111 na UERJ. Roda de Conversa com integrantes e observadores de diversos ‘Ocupas’


Programação Novembro
Dia 17 de novembro, quinta-feira, ás 18h, acontece a mesa Ocupas, no auditório 111 na UERJ. Roda de Conversa com integrantes e observadores de diversos ‘Ocupas’, movimentos que estão agitando o panorama político do país com suas reivindicações sociais, fruto das retiradas de direitos sociais promovido pelo poder público. 


Mais informações no site Ato Criador 2016 (https://atocriador2016.wordpress.com/2016/11/10/mesa-ocupas/)


Ana Júlia Ribeiro (OCUPA PARANÁ) - Estudante secundarista do Colégio Estadual Senador Manoel Alencar Guimarães (CESMAG), Curitiba, PR. 

Nazaré Brasil (Ocupa São João – SP) - Moradora da Ocupação São João, há seis anos no Centro de São Paulo, transformou seu ateliê na ocupação em residência artística como contrapartida Social e Cultural. 

Ana Lúcia Pardo (Ocupa MINC – RJ) - A jornalista Ana Lúcia Pardo, participante do Ocupa MinC – movimento iniciado por artistas e fazedores cariocas da cultura que resultou na ocupação de prédios públicos do Ministério da Cultura em todas as capitais do país.

Liana Cirne Lins (Advogada do Ocupe Estelita – PE) - A professora da Faculdade de Direito do Recife (PE) e do Mestrado em Direitos Humanos da UFPE, Liana Cirne Lins, é ativista e foi advogada de diversos movimentos sociais e, em especial, do Movimento Ocupe Estelita - iniciado, em 2014.

Gabriel Richards (Ocupa Amaro – RJ) - O estudante Gabriel Richards foi ocupante do C.E. Amaro Cavalcanti, localizado no Largo do Machado, RJ. 

Denis Saffer (Ocupa SUS – RJ) - Psicólogo, é representante do Ocupa SUS RJ, movimento que ocupou o prédio do Ministério da Saúde, no Centro do Rio.

Natália Trindade (Ocupa UERJ) - Diretora de políticas institucionais do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da UERJ.

Marcella Francelina Vieira Camargo (Mediadora) - Produtora cultural, antropóloga e militante da Diversidade Cultural. Fez parte da Ocupação da sede do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro, conhecido como Ocupa MinC RJ - verdadeiro laboratório de experimentações coletivas democráticas.

Auditório 111 UERJ - R. São Francisco Xavier, 524 11° andar, bloco F - Maracanã, Rio de Janeiro - RJ, Telefone: (21) 2334-0639 - Entrada gratuita


Mais informações no site Ato Criador 2016 (https://atocriador2016.wordpress.com/novembro/)


Curta e compartilhe a página do Ciclo Ato Criador Outros Possíveis 2016 no facebook: https://www.facebook.com/atocriadoroutrospossiveis2016/?fref=ts



Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj 

  Instagram

ESPETÁCULO CONTA A HISTÓRIA DE UM CASAL EM ORDEM NÃO CRONOLÓGICA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO Afeta-me ou desaparecerei com o tempo venceu Prêmio Yan Michalski 2015


ESPETÁCULO CONTA A HISTÓRIA DE UM CASAL 

EM ORDEM NÃO CRONOLÓGICA NA CAIXA CULTURAL RIO DE JANEIRO


Afeta-me ou desaparecerei com o tempo venceu Prêmio Yan Michalski 2015 e marca a estreia da atriz e cantora Julia Gorman na direção teatral 

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 1º a 18 de dezembro (quinta-feira a domingo), a peça Afeta-me agora ou desaparecerei com o tempo, em curta temporada. Estreia na direção da atriz e cantora Julia Gorman, o espetáculo conta a história de um casal de forma não cronológica: rotina, separação, repetição das atividades cotidianas, primeiro encontro, a decisão de morar junto e o arrebatamento do início de um novo amor. A peça venceu o Prêmio Yan Michalski 2015 de melhor direção teatral e esta temporada tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e do governo federal.

Afeta-me agora ou desaparecerei com o tempo é resultado do projeto de conclusão de curso em direção teatral da diretora na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 2014. Julia Gorman, de 30 anos, se fez valer de experiências de sua vida pessoal e influências artísticas para criar a dramaturgia, em colaboração com o elenco formado por Julia Shimura e Vicente Coelho. Entre os trabalhos que a inspiraram durante o processo de criação e concepção do espetáculo estão as performances da coreógrafa e bailarina alemã Pina Bausch e da artista francesa Sophie Calle; e também a poesia inédita Poema de imaginação, da jovem poeta carioca Laura Liuzzi.

Serviço:

Peça Afeta-me agora ou desaparecerei com o tempo

Duração: 1h10min.
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro de Arena
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)
Informações: (21) 3980-3815 \
Data: 1º a 18 de dezembro de 2016 (quinta-feira a domingo)
Horário: 19h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Lotação: 171 lugares (+ 4 para cadeirantes)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h
Classificação: 12 anos
Acesso para pessoas com deficiência

Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgue o seu evento com a gente!
Assessoria de Imprensa digital e divulgação diária nas redes sociais!
Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online.
Solicite um orçamento!
Divulgamos: Peças de Teatro (Adulto e Infantil). Shows / Festas / Cursos / Festivais / Exposições, Bares e Restaurantes.
Toda a Divulgação é registrada em fotos!
Contato:
Gabriele Nery
contato@agendaculturalrj.com.br
agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj
Instagram

ÚLTIMAS SEMANAS DIRIGIDO POR DUDA MAIA, ESPETÁCULO INFANTOJUVENIL É BASEADO NA OBRA DE PAULO LEMINSKI

ÚLTIMAS SEMANAS

DIRIGIDO POR DUDA MAIA, ESPETÁCULO INFANTOJUVENIL

É BASEADO NA OBRA DE PAULO LEMINSKI

Apresentado pela Companhia Histórias pra Boi Dormir unindo animação, teatro e contação de história, Guerra dentro da gente estreia em 05 de novembro, no Oi Futuro

                        
Tão antiga quanto praticamente a própria história da humanidade, a tradição oral tem perpetuado a cultura dos povos de geração em geração. Esta forma milenar de transmissão de conhecimento resiste não apenas nas histórias que ouvimos de nossos pais e avós, mas através dos grupos artísticos que sabem bem o grande poder de encantamento que uma boa história pode provocar – e transformar – crianças e adultos. E é justamente uma história assim, repleta de magia e aventura, que a Companhia Histórias para Boi Dormir escolheu para criar seu próximo espetáculo. Guerra dentro da gente é baseado no livro homônimo do poeta curitibano Paulo Leminski (1944-1989) e estreia em 05 de novembro, no Oi Futuro Flamengo, com direção de Duda Maia. Com adaptação de Renato Luciano, a história vai além da simples contação de história e mistura o fazer artesanal do teatro com a tecnologia cinema para transportar o público ao mundo do menino Baita.

O espetáculo, que conta com direção musical de Beto Lemos, iluminação de Renato Machado e figurinos de Mauro Leite, fica em cartaz até 8 de janeiro de 2017.


SERVIÇO:
Temporada: de 29 de outubro de 2016 a 8 de janeiro de 2017
Horários: sábado e domingo, às 16h

Ingresso: R$ 20,00 - inteira

R$ 10,00 – estudante, sênior acima de 65 anos

Bilheteria: de terça a domingo, de 14h às 20h

Duração: 60min
Capacidade: 63 lugares

Classificação indicativa: livre
Local: Oi Futuro Flamengo

Endereço: R. Dois de Dezembro, 63

Tel: (21) 3131-3060

Acesso para portadores de necessidades especiais

Agenda Cultural RJ - Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais
agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj
  Instagram

“CIRCO NO PARQUE” OCUPA DIVERSOS PONTOS DO RIO COM ATRAÇÕES CIRCENSES GRATUITAS

“CIRCO NO PARQUE” OCUPA DIVERSOS PONTOS DO RIO COM ATRAÇÕES CIRCENSES GRATUITAS

Segunda edição do festival realizado pela “Irmãos Brother Band” mistura palhaçaria e música em uma programação com mais de 60 artistas de circo.

Entre os dias 1º e 18 de dezembro, o Rio de Janeiro será tomado pelo riso, palhaçaria e muita música com a segunda edição do festival “Circo no Parque”, realizado pela Irmãos Brothers Band, com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura e da Prefeitura do Estado do Rio de Janeiro. Ao todo serão 60 artistas de circo, veteranos e iniciantes, divididos em vinte atrações gratuitas, que irão ocupar praças e parques de diversos bairros da cidade: Méier, Cinelândia, Realengo, Praça Mauá, Catete,Largo do Machado, Santa Teresa e Lapa. 

Saiba Mais

SERVIÇO:

Festival Circo no Parque
Temporada: 01 a 18 de dezembro de 2016
Faixa etária: livre.
Ingresso: Entrada Franca
Capacidade: ao ar livre
08\12 (quinta-feira)- “Circo Sideral” (Os Siderais)
Local: Praça Agripino Grieco, Méier, às 18h
9\12 (sexta-feira)- “Circo Sideral” (Os Siderais)
Local: Cinelândia, às 17h.
09\12 (sexta-feira)- Ensaio Aberto de “Ritmo é Tudo” (Irmãos Brothers Band)
Local: Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, às 20h
(Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa)
10\12 (sábado)- Cabaré: “Coletivo Bravos” e convidados
Local: Museu da República, Catete, às 11h.
10/12 (sábado)– “Vertigem” 
Local: Em frente à Fundição Progresso, Lapa, às 17h
10/12 (sábado)– “Ritmo é Tudo” (Irmãos Brothers Band)
Local: Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, às 20h
(Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa)
11\12 (domingo) – “Circo no Ato e Banda Bagunço"
Local: Largo do Machado, às 18:30h
11/12 (domingo)- “Ritmo é tudo” (Irmãos Brothers Band)
Local: Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, às 20h
(Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa)
Saiba Mais

Agenda Cultural RJ -
 Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas. Divulgação de Mídia Online. Gabriele Nery - Produção e Promoções de Eventos Culturais agendaculturalrj@gmail.com
#agendaculturalrj
  Instagram

7 de dez de 2016

Intimidade e Nostalgia no Teatro Glauce Rocha Cia. Código de Artes Cênicas ocupa o Teatro Glauce Rocha com espetáculo Naquele Instante, que promove um mergulho nostálgico nas lembranças do elenco, propondo um jogo entre realidade e ficção



Intimidade e Nostalgia no Teatro Glauce Rocha

Cia. Código de Artes Cênicas ocupa o Teatro Glauce Rocha com espetáculo Naquele Instante, que promove um mergulho nostálgico nas lembranças do elenco, propondo um jogo entre realidade e ficção


A Cia. Código de Artes Cênicas, de Japeri, faz breve temporada no Teatro Glauce Rocha, entre 7 e 18 de dezembro, com o espetáculo “Naquele Instante”. Vencedora do edital Cena Aberta RJ promovido pela FUNARTE e pelo Ministério da Cultura, a Cia. apresenta um espetáculo intimista que trafega por memórias reais dos jovens atores da Baixada Fluminense.


Em sua primeira ocupação no Centro do Rio de Janeiro, a Cia Código oferece a um público restrito – 40 pessoas por sessão – um espetáculo onde os atores se comunicam diretamente com a plateia, narrando lembranças de sua infância e adolescência em um verdadeiro mergulho nostálgico.


Fruto de um estudo do grupo a respeito das técnicas do teatro documentário e do biodrama, no qual histórias colhidas pelos próprios atores servem de material para a encenação em um roteiro móvel e aberto a cada apresentação, o espetáculo reflete a distância entre palco / plateia e ficção / realidade e já recebeu prêmios em diversos festivais.


Com supervisão artística da atriz e diretora Miwa Yanagizawa (uma das diretoras de “Urgente”, da Cia. Luna Lunera), e direção de Bruno W. Medsta, o espetáculo representa uma ruptura na pesquisa de linguagem desenvolvida pela cia., que acaba de completar 11 anos de existência. “Ultrapassar essa barreira e chegar a um equipamento cultural com histórico tão relevante para o teatro brasileiro é, sem dúvida, uma conquista para nós, um grupo da Baixada Fluminense”, diz Jorge Braga Jr., produtor e ator da Cia. Código. “Pretendemos dar cada vez mais visibilidade à nossa produção para que, assim, diminua-se o preconceito com a nossa região e para que vejam que também produzimos arte de qualidade”.


O espetáculo será apresentado de quarta a sábado às 19h30 e aos domingos às 18h com entrada a preços populares. Além disso, o grupo promoverá gratuitamente uma oficina para atores e estudantes de teatro sobre o processo de criação desse mesmo espetáculo, nos dias 10 e 11 de dezembro.


SERVIÇO:


Ocupação Cia. Código de Artes Cênicas / Naquele Instante

Dias e horários: 7 a 18/12, de quarta a Sábado, às 19h30, domingos às 18h.

Classificação: 14 anos

Local: Teatro Glauce Rocha - Avenida Rio Branco, 179. Centro – Rio de Janeiro.

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) /R$ 5,00 (meia e lista amiga)


Oficina – Naquele Instante

(Para atores e estudantes de teatro acima de 14 anos)

Dias e horários: 10 e 11/12, Sábado e Domingo, das 14h30 às 17h30

GRÁTIS


Contato:

Jorge Braga Jr. (21) 99813-1101 / gruposocioculturalcodigo@gmail.com

Mais informações:


SINOPSE

Viajando nas lembranças de infância, e passando pela adolescência de cada um, o espetáculo criado a partir das memórias trazidas pelos atores que integram o elenco, apresenta um mergulho nas profundezas da nostalgia. A peça é fruto de estudo da Cia. acerca do teatro documentário e do biodrama.



FICHA TÉCNICA

Texto: Cia Código de Artes Cênicas

Direção: Bruno W. Medsta

Supervisão Artística: Miwa Yanagizawa

Elenco: Bruno W. Medsta, Débora Crusy, Jorge Braga Jr. e Juliana França

Figurino: Criação coletiva com colaboração de Tiago Costa

Cenário: Bruno W. Medsta com colaboração de Anderson Dias

Iluminação: Bruno Henrique Caverninha

Operação de Luz: Adriano Pires

Preparador Vocal: Luiz Alviso

Assistência de Produção: Filippe Vaz, Luan Costa, Rita Diva, Rodrigo Villas Boas e Verônica Di Oliveira.

Direção de Produção: Jorge Braga Jr


Apoio: Agenda Cultural RJ
 Divulgue o seu evento com a gente! Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online. Solicite um orçamento! Contato:
Gabriele Nery
 contato@agendaculturalrj.com.br
 agendaculturalrj@gmail.com
Instagram

"Amor Confesso'' em cartaz no Espaço Furnas , entrada Franca!




AMOR CONFESSO
Uma comédia a partir de contos de Arthur Azevedo
Com Claudia Ventura e Alexandre Dantas
Direção de Inez Viana

 no Espaço Furnas Cultural
entrada franca



Em 2106 o espetáculo AMOR CONFESSO comemora cinco anos de apresentações ininterruptas, chegando a mais de 30 mil espectadores, em quase 200 apresentações, por todo o Brasil e até mesmo em Portugal. Indicada para o Prêmio Shell de Melhor Direção-2012, o espetáculo está de volta ao Rio de Janeiro.

https://www.youtube.com/watch?v=ig44m1l9wEU

Sobre o espetáculo
Em cena dois atores, duas cadeiras, um autor, oito contos e uma questão: casar ou não casar?
Os atores Claudia Ventura e Alexandre Dantas vão casar e, para comemorar essa união, resolvem montar uma peça: Amor Confesso. Para confessar esse amor escolhem os contos de Arthur Azevedo. Mas durante os ensaios descobrem que a maioria das histórias não tem final feliz. Agora eles estão no palco, horas antes da cerimônia do seu casamento, dividindo com o público a dúvida de casar ou não. Mais uma vez a vida e a arte se misturam.
Em Amor Confesso os atores usam a música e diferentes gêneros teatrais como melodrama, farsa, comédia musical, para darem voz aos diversos personagens dos contos de Arthur Azevedo, cuja obra é marcada pela relação direta com o leitor, através de um olhar arguto, crítico e bem humorado. O espetáculo busca, também, popularizar a obra de Arthur Azevedo, apresentando ao público o contista, mostrando a faceta menos conhecida do autor teatral de Amor por Anexins e A Capital Federal e do grande criador da tradição das Revistas de Ano.
Com o espetáculo AMOR CONFESSO a CiaFaláCia, dá continuidade à investigação sobre a linguagem narrativa e sobre as questões humanas, iniciada em “A Nova Ordem das Coisas”, baseado no conto A igreja do Diabo, de Machado de Assis (2008). No elenco, Alexandre Dantas e Claudia Ventura, que dividem o palco com o pianista Roberto Bahal, pretendem provar que o amor é o mais antigo, universal e intraduzível sentimento que une homens e mulheres.
A interseção entre a literatura e o teatro é o objeto de pesquisa da CiaFaláCia. Através da linguagem narrativa, transitando entre a contação e a vivência da própria história, são criados espetáculos que estabelecem uma relação direta com o espectador, transformando-o em um espectador ativo, cúmplice da cena, além de atrair leitores - mergulhados num mundo repleto de apelos visuais – para a literatura “em ação”.
Além de Inez Viana, na direção, Completam a ficha técnica, Marcelo Alonso Neves, que assina a direção musical; Paulo César Medeiros a iluminação; Carlos Alberto Nunes o cenário e o figurino e Humberto Costa a programação visual.

SERVIÇO:
Local: ESPAÇO FURNAS CULTURAL
Rua Real Grandeza, 219
Tel: (21) 2528-3112
Temporada: Dias 3, 4, 10 e 11 de Dezembro - sábados às 20h e domingos às 19h.
Entrada franca - Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do espetáculo
Duração: 80 minutos
Classificação etária: 10 anos
Gênero: Comédia
Sinopse: Em cena dois atores, duas cadeiras, um autor, oito contos e uma questão: casar ou não casar? Os atores Claudia Ventura e Alexandre Dantas vão casar e, para comemorar essa união, resolvem montar uma peça: Amor Confesso. Para confessar esse amor escolhem os contos de Arthur Azevedo. Mas durante os ensaios descobrem que a maioria das histórias não tem final feliz. Agora eles estão no palco, horas antes da cerimônia do seu casamento, dividindo com o público a dúvida de casar ou não. Mais uma vez a vida e a arte se misturam.


FICHA TÉCNICA:
Autor: Arthur Azevedo
Direção: Inez Viana
Elenco: Claudia Ventura e Alexandre Dantas
Pianista: Roberto Bahal
Direção Musical: Marcelo Alonso Neves
Cenário e Figurino: Carlos Alberto Nunes
Iluminação: Paulo César Medeiros
Produção Executiva: Christina Carvalho
Realização: CiaFaláCia

OS CONTOS:

Como o diabo as arma
Paulino, o marido mais irrepreensível desta cidade onde são raríssimos os maridos irrepreensíveis, quando está prestes a trair, descobre que o traído é ele.

Vingança
A atriz Madame D’Arbois, a pedido do Comendador Cardoso, abandona o teatro para viver maritalmente com ele. Mas ela sente nostalgia dos bastidores e volta aos palcos. Torna-se amante do primeiro ator, é flagrada por Cardoso, e termina vítima de sua vingança.

Sabina
Figueiredo quer casar com Sabina. Ela não quer. Ele se cansa dessa relação e, para se livrar dela, ele a acusa de uma traição que nunca aconteceu. Para sua surpresa ela assume esta traição, o que o enche de ciúmes. E o seu amor extinto desperta mais violento, mais impetuoso que nunca.

Toc toc toc
Borges quer casar com Idalina, a quem nunca viu senão à janela da casa paterna. Toda a cidade sabe que a moça tem um defeito. Para ele o defeito é o passado da mãe da moça, uma mulher de vida alegre. Mas, quando vai pedi-la em casamento descobre que o tal defeito é a falta de uma perna.

A melhor amiga
A mais ingênua e virtuosa das esposas, D. Ritinha Torres, adquiriu a dolorosa certeza de que o marido a engana com uma vizinha. Desesperada, vai pedir conselhos a sua melhor amiga sem saber que ela é a verdadeira amante.

A ama-seca
Dona Eufêmia parte as pressas para Juiz de Fora. Remígio, que nunca havia passado uma noite longe de sua mulher, para iludir a saudade faz passeios de bonde pela cidade. Até que numa noite é tentado por Antonieta, a mulatinha mais dengosa e bonita que ainda tentou um marido cuja mulher estivesse em Juiz de Fora. Quando Dona Eufêmia volta, contrata uma nova ama-seca para o caçula: uma mulata chamada Antonieta.

Incêndio no Polytheama
Romualdo foi até bem poucos dias o modelo mais completo da fidelidade conjugal até ser tentado por uma linda mulher. Para viver essa aventura, ele mente dizendo que seu patrão o convidou para ir à ópera. No dia seguinte Dona Vicentina, sua esposa, descobre pelo jornal que o teatro pegou fogo.

Uma aposta
Simplício Gomes ama Dudu, mas se acha tão insignificante, e ela tão linda, que não tem coragem de se declarar. Ela, por seu lado, finge ignorar que ele a ama. Ele adivinha os menores desejos de Dudu e para realizá-los recorre ao ardil de uma aposta. Seu medo é que ela se apaixone por outro homem. O que não demora muito a acontecer.


foto de SILVANA MARQUES com CLAUDIA VENTURA E ALEXANDRE DANTAS

Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgue o seu evento com a gente!
Assessoria de Imprensa digital e divulgação diária nas redes sociais!
Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online.
Solicite um orçamento!
Divulgamos: Peças de Teatro (Adulto e Infantil). Shows / Festas / Cursos / Festivais / Exposições, Bares e Restaurantes.
Toda a Divulgação é registrada em fotos!
Contato:
Gabriele Nery
contato@agendaculturalrj.com.br
agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj

Instagram

“A Anta de Copacabana” em cartaz no espaço cultural Kult Kolector, na Barra da Tijuca Adriano Petermann encena monólogo todas as terças-feiras, às 21h30, até o dia 31 de janeiro.


“A Anta de Copacabana” em cartaz no espaço cultural Kult Kolector, na Barra da Tijuca

Adriano Petermann encena monólogo todas as terças-feiras, às 21h30, até o dia 31 de janeiro.

O espetáculo “A Anta de Copacabana”, de Rafael Camargo, com Adriano Petermann, está em cartaz às terças-feiras, às 21h30, até o dia 31 de janeiro no espaço Kult Kolector, na Barra da Tijuca.


A Anta de Copacabana fala sobre a solidão, “loucura”, a existência e sua condição. O dramaturgo Rafael Camargo expõe o trágico e o bizarro humano nessa empreitada. O texto discorre sobre a bela, mágica, e por vezes triste, passagem que se chama viver, deparando-se com pequenas e simples questões, mas que miseravelmente não se tem respostas. É uma espécie de divertimento sádico, um prazer humano, que acha graça da própria ferida tentando, quem sabe, exorcizar estes fantasmas que rondam por toda a vida e por toda a morte, talvez.


A Anta de Copacabana é o surto. Como uma criança, a loucura quebra regras, convenções e revela a estúpida hipocrisia do cotidiano. Obcecado pelo tão carismático bairro do Rio, Copacabana, aprisionado em sua existência, o morador do bairro vive num emaranhado de lembranças e divagações à espera de um sinal que o liberte. Um tanto de filosofia, delírio, poesia e agressividade pontuam o discurso, permeando o universo assustador e mágico que é a loucura, a vida e a morte. Uma metáfora sobre nossas prisões, sobre a falta de coragem de mudar, de partir. Um comentário poético sobre o apego que é viver.

Em 2014, o espetáculo estreou no Rio de Janeiro em um novo momento da Cia. Portátil, que pesquisa a linguagem do Teatro da Inação com o Stand Up Drama, na Casa de Cultura Laura Alvim, em 2015 torna-se uma das maiores sensações da Mostra Fringe do Festival de Teatro de Curitiba, participou com casa lotada no 22º FENTEPP ( Presidente Prudente-SP). Em 2016 repete o mesmo sucesso de críticas em São Paulo, com uma temporada de 5 semanas no SESC Vila Mariana. Agora acaba de circular pelo interior do Paraná, realizando 8 espetáculos em Foz do Iguaçú, Londrina, Ponta Grossa (abrindo o 44 FENATA), e finalizando em Antonina, cidade natal de Rafael Camargo.



SERVIÇO

A Anta de Copacabana
Texto e direção: Rafael Camargo
Com Adriano Petermann
Local: Kult Kolector – Avenida Olegário Maciel, 130 – E – Barra da Tijuca (Próximo ao metrô Jardim Oceânico)
Temporada: 22 de novembro de 2016 até 31 de janeiro de 2017
Horários: Terça-feira às 21h30
Preço: R$ 30,00 (Inteira)
Classificação: 16 anos
Duração: 50 minutos
Gênero: drama
Capacidade: 50 lugares
Realização: Cia Portátil

Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgue o seu evento com a gente!
Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online.
Solicite um orçamento!
Contato:
 Gabriele Nery contato@agendaculturalrj.com.br
agendaculturalrj@gmail.com #agendaculturalrj
Instagram

“60! Década de Arromba - Doc. Musical” eM cartaz até dia 18 de dezembro no Theatro Net Rio



“60! Década de Arromba - Doc. Musical” eM cartaz até dia 18 de dezembro no Theatro Net Rio
Wanderléa comemora 50 anos de carreira e 70 de idade e pela primeira vez está à frente de um elenco de 24 atores/cantores/bailarinos dirigidos por Frederico Reder. 


Representante maior da Jovem Guarda, um dos principais movimentos musicais da década de 1960, a cantora Wanderléa é a “cereja do bolo” do documentário musical “60! Década de Arromba”, dirigido por Frederico Reder, com roteiro e pesquisa de Marcos Nauer e que chega aos palcos no próximo dia 29 de novembro. A cantora participa pela primeira vez de um musical, interpretando ela mesma. O espetáculo utiliza ferramentas de documentário (fotos, vídeos e depoimentos reais), somadas a cenas, textos e canções apresentadas ao vivo por 24 atores/cantores /bailarinos para contar a história da década de 1960.

“60 foi uma década muito importante em vários aspectos: nas artes, no esporte, nos movimentos sociais e políticos e no avanço tecnológico. Descobri durante o processo da peça que estávamos fazendo um documentário musical, em que cantamos toda a história sem utilizar nenhum personagem real. A única personagem que trazemos para a cena é a Wanderléa, interpretando ela mesma. Um luxo”, conta o diretor Frederico Reder.

O momento era de grande agitação política, jovens reivindicavam seus direitos pregando a bandeira o amor. Wanderléa embalava os sonhos de milhões de brasileiros com os versos bem apropriados para a época na música “É o Tempo do Amor”.

Fruto de uma extensa pesquisa feita por Frederico Reder e Marcos Nauer, “60! Década de Arromba – Doc. Musical” fica em cartaz quinta e sexta às 21h, sábado às 18h30 e 21h30 e domingo às 20h, até o dia 18 de dezembro, no Theatro Net Rio.

O espetáculo inicia com um prólogo em 1922 contando a chegada do Rádio no Brasil, para em seguida mostrar o início da Televisão e aí sim, sua popularização na década de 1960. A partir daí a peça narra os principais acontecimentos, apresentando mais de cem canções dos mais diversos gêneros. De Roberto e Erasmo, passando por Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Beatles, Tony e Celly Campello, Bibi Ferreira, Edith Piaf, Tom e Vinicius, Milton Nascimento, Gil e Caetano, Maysa, Geraldo Vandré e tantos outros nomes importantes na música.

Se hoje em dia a discussão em torno do empoderamento feminino está em alta, já em 1960 mulheres marcaram época com frases que deram o que falar. “Ninguém nasce mulher, torna-se mulher” afirmava a escritora francesa Simone de Beauvoir. Marilyn Monroe fazia sucesso e bradava “mulheres comportadas raramente fazem história”. Aqui no Brasil, mulheres como Leila Diniz também não ficavam atrás com atitudes e frases que marcaram história, como: “Na minha cama deita quem eu quiser”.

Ícone pop da década de 1960, Wanderléa sempre foi considerada um símbolo de vanguarda. Primeira mulher a posar nua grávida para uma foto e pioneira no uso das minissaias e do silicone, contribuiu para os direitos e a liberdade das mulheres de sua geração.

“Fiquei muito emocionada em receber esta homenagem justamente quando a Jovem Guarda completa 50 anos. Ainda mais estreando neste palco, onde fiz shows memoráveis como ‘Maravilha’ e ‘Feito Gente’. Nunca havia imaginado integrar um grande musical”, diz Wanderléa.

Produzido pela Brain+ em parceria com a Reder Entretenimento e a Estamos Aqui, “60! Década de Arromba” é uma superprodução com 20 cenários, 10 toneladas de material cênico e mais de 300 figurinos, e além dos 24 atores, conta também com uma orquestra de 10 músicos.

“Escrever um doc. Musical foi começar do zero. Definimos que não seria biográfico e não seria ficcional, sem dramaturgia clássica. Tudo que está em cena se originou do documental, do fato, da história real. Não há personagens definidos, o elenco em cena são todas as pessoas que viveram aquela época. As músicas cantadas na cronologia em que foram lançadas e fizeram sucesso. O espectador acompanha a narrativa do espetáculo ano a ano, relembra sua história e descobre novos acontecimentos”, conta o autor Marcos Nauer.

Um espetáculo construído a partir de canções conhecidas de todo o público, feito para toda a família, que mistura humor, números de circo, ilusionismo e cheio de emoção. Uma história cantada com fatos e músicas memoráveis. No repertório não faltam sucessos como Banho de Lua, Biquíni de Bolinha Amarelinha, Beijinho Doce, Lata D’água, Travessia, Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores, Era um Garoto que como eu Amava os Beatles e os Rollings Stones, Ponteio, Nós Somos Jovens, Filme Triste, Prova de Fogo, Pare o Casamento, Calhambeque, e outras internacionais como Blue Moon, La Bamba, Non Je Ne Regrette Rien, Yellow Submarine, I say a litlle prayer for you, entre tantos outros. Uma verdadeira viagem no tempo!

SINOPSE SUGERIDA

Representante maior do movimento da Jovem Guarda, a cantora Wanderléa faz sua estreia em musicais num espetáculo que faz um passeio musical pela década de 1960, com seus principais fatos e acontecimentos. Um doc. musical emocionante e divertido para toda a família.



FICHA TÉCNICA:

Roteiro e Pesquisa: Marcos Nauer

Direção: Frederico Reder

Direção Musical: Tony Lucchesi

Elenco: Wanderléa, Amanda Döring, Analu Pimenta, André Sigom, Bel Lima, Cássia Raquel, Deborah Marins, Erika Affonso, Fabiana Tolentino, Giu Mallen,

Jade Salim, Jullie, Leandro Massaferri, Leo Araujo, Marcelo Ferrari, Mateus Ribeiro, Pedro Arrais, Rachel Cristina, Raphael Rossatto, Rodrigo Morura, Rodrigo Naice, Rodrigo Serphan, Rosana Chayin, Tauã Delmiro

Coreografia: Victor Maia

Figurino: Bruno Perlatto

Cenário: Natália Lana

Iluminação: Daniela Sanchez

Diretora Assistente: Alessandra Brantes

Videografismo cenário: Thiago Stauffer

Desenho de Som: Talita Kuroda e Thiago Chaves

Direção de Produção: Juliana Reder e Frederico Reder

Produtores Associados: Tadeu Aguiar e Eduardo Bakr

Produtor Executivo: Leandro Bispo

Produtor Assistente: Allan Fernando

Estagiária de Produção: Joelma Di Paula

Diretor Executivo: Léo Delgado

Gerente de Marketing: Mauricio Tavares

Direção de Arte: Barbara Lana

Assistente de Direção Musical: Alexandre Queiroz

Operador de Som: Talita Kuroda e Thiago Chaves

Figurinista Assistente: Teresa Abreu

Assistente de Figurino: Karoline Mesquita

Estagiária de Figurinista: Tayane Zille

Estagiária de Figurinista: Jemima Oliveira

Estagiária de Figurinista: Gabriela Silva Fernandes

Coreógrafa Assistente: Clara Costa

Dance Captain: Rodrigo Morura

Cenógrafa Assistente: Marieta Spada

Assistente de Cenografia: Guilherme Ribeiro

Camarins: Vivi Rocha e Kaká Silva



SERVIÇO:

60! DÉCADA DE ARROMBA – DOC. MUSICAL

Theatro Net Rio – Sala Tereza Rachel. Rua Siqueira Campos, 143 – Sobreloja – Copacabana. (Shopping Cidade Copacabana).

Ingresso:

Direito à meia entrada e descontos : http://www.theatronetrio.com.br/pt-br/bilheteria.html

Pré-estreia: 24, 25, 26 e 27 de Novembro (PROMOÇÃO COM 60% DE DESCONTO)

Ingressos: Quinta e Sexta: R$ 64,00 (Plateia e Frisa) R$ 48,00 (BalcãoI) R$ 20,00 (Balcão II)

Sábado e Domingo: R$ 72,00 (Plateia e Frisa) R$ 56,00 (Balcão I) R$ 20,00 (Balcão II)

Estreia: 29 de Novembro.

Temporada: 1 a 18 de dezembro de 2016.

Horário: Quinta e Sexta às 21h / Sábado ás 18h30 e 21h30 / Domingo ás 20h

Ingressos: Quinta e Sexta: R$ 160,00 (plateia e Frisas) R$ 120.00 (Balcão I) R$ 50,00 (Balcão II)

Sábado e Domingo: R$ 180,00 (Plateia e Frisas) R$ 140,00 (Balcão I) R$ 50,00 (Balcão II) Classificação: 12 anos.

Duração: 150 minutos.

Capacidade do Teatro: 622 lugares.

Telefone do teatro: 21 2147 8060 / 2148 8060


Apoio: Agenda Cultural RJ
Divulgue o seu evento com a gente!
 Serviço de Divulgação Cultural - Colagem de Cartazes, Distribuição de Filipetas e Divulgação de Mídia Online.
 Solicite um orçamento!
Contato: Gabriele Nery
 contato@agendaculturalrj.com.br
 agendaculturalrj@gmail.com
 #agendaculturalrj
  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs