Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

28 de mai de 2011

CONEXÃO BLUES


              A Caixa Cultural apresenta o projeto Conexão Blues, um panorama da diversidade de estilos que foram criados através dos tempos e a influência das cidades sobre o Blues, desde o  Mississipi, seguindo para Chicago, passando pela Califórnia até chegar ao Brasil.

Para contar essa extraordinária história, Sérgio Duarte e a banda Entidade Joe  convidam grandes gaitistas brasileiros, especialistas nos estilos Delta Blues (Márcio Maresia), Chicago Blues (Ivan Márcio) e West Coast Blues (Marcelo Naves), além de Flávio Guimarães, da banda Blues Etílicos (Blues Brasileiro).
Grandes nomes do blues de todos os tempos, como  Sonny Terry, Jazz Guilam, Sonny Boy Williamson I e II, Little Walter, Paul Butterfield, James Cotton, Big Walter Horton, Junior Wells, John Mail, William Clarke, Rod Piazza, entre outros, estarão representados.
Os shows serão apresentados em sua ordem cronológica, partindo do Delta do Mississipi, passando por Chicago e depois Califórnia e de lá, para o Brasil e mundo.





CONEXÃO BLUES
Dias; 02, 03, 04 e 05 de junho de 2011 às 19h30
Caixa Cultural – Av. Almirante Barroso, 25 - Centro - RJ


BANDA SÉRGIO DUARTE E ENTIDADE JOE

Sérgio Duarte – Cantor e Gaitista
Com mais de 18 anos de carreira, dois CDS e o terceiro em fase de produção, Sérgio Duarte é considerado um dos pioneiros e mais importantes gaitistas do Brasil. Tem influenciado as novas gerações de gaitistas e seu trabalho é elogiado por figuras referenciais do blues mundial, como James Cotton, Sugar Blue e Mark Hummel e o lendário guitarrista Buddy Guy, para quem já abriu shows.
Com o cantor Nasi, integra a banda “Nasi e os Irmãos do Blues” e até hoje participa dos projetos paralelos do vocalista do Ira!. Além sido, tem em seu currículo importantes festivais, como o de Rio das Ostras (RJ), Guaramiranga (CE), Natu Blues (SP), Sesc in Blues (SP) e Brasília (DF) Blues Festival, entre outros. E ainda organiza o evento anual Harmônica & Blues Projeto Brasil, que reúne músicos do País inteiro em uma grande convenção nacional, com workshops e shows.
Atualmente, se divide entre os grupos “Sérgio Duarte & Entidade Joe”, “Nasi e os Irmãos do Blues” e “Sotaque Blues” e trabalha na produção do seu terceiro CD onde nas composições se destacam temas instrumentais influenciados pelo Blues raiz dos anos 40,50 e 60, além de clássicos e composições próprias em inglês.

Celso Salim - Guitarrista
O Brasiliense Celso Salim toca violão desde 6 anos de idade e aos 12 conheceu e se apaixonou pelo blues ouvindo mestres como Robert Johnson,  Muddy Waters e todos os “Kings”. Depois passeou por uma variedade de estilos como o Rock and roll, Country, Soul e Jazz. Celso é profissional desde os 15, e lançou sua carreira solo há 6 anos com o Cd “Lucky Boy”.Este trabalho foi gravado em Los Angeles aonde morou e estudou por 3 anos no Musicians Institute. No M.I. recebeu o prêmio de “aluno destaque” no final do curso. Nesta época formou a banda de Blues “Green Lizards” que se apresentava regularmente na cena local de LA. No ano 2000 retornou ao Brasil e desde então se apresenta por todo o Brasil divulgando seu trabalho. Em 2001 lançou seu 1º cd “Lucky Boy” e em 2003 o 2º chamado “Going Out Tonight”.

Rodrigo Mantovani - Baixista
Rodrigo Mantovani é hoje o baixista mais requisitado no mercado do blues brasileiro,e atualmente o que está em maior atividade no cenário. Já acompanhou grandes nomes internacionais como o gaitista californiano R.J Micho, o guitarrista do texas Roland Smith,o organista Deacon Jones(ex Freddie King,John Lee Hooker), o gaitista Rick Estrin da conceituada banda 'Little Charlie and the night cats' e o também gaitista Mark Hummel,ambos da Califórnia, além de ter sido convidado a fazer uma 'jam' com o bateirista do Deep Purple Ian Paice. Acompanhou também grandes nomes do Blues nacional, como o guitarrista Lancaster e o gaitista Flávio Guimarães. Atualmente acompanha o renomado guitarrista Nuno Mindelis, que foi eleito o melhor guitarrista do mundo no ano de 1998, o também guitarrista Celso Salim, com quem lançou recentemente o álbum 'big city blues', o guitarrista Igor Prado com quem gravou o cd "upsidownm" e recentemente fizeram uma turnê pela Europa, e também Sérgio Duarte, que é considerado um dos melhor gaitistas em atividade no Brasil.

Paulinho Sorriso - Baterista
Paulinho Sorriso (Paulo Santos): o apelido não é à toa. Sempre com um grande sorriso no rosto quando toca, é considerado um dos melhores bateristas do Brasil, sua grande especialidade é o Blues. Paulinho já tocou com dezenas de grandes nomes nacionais e internacionais, e atualmente é baterista da Entidade Joe, banda do renomado gaitista Sérgio Duarte. Paulinho morou na Jamaica um ano e meio, onde tocou com a banda de jazz Ian Cameron trio, JC Lodge (cantora jamaicana) e Tyrone Downie. No Brasil, acompanhou as bandas jamaicanas Migthy Diamonds e Gladiators. Gravou discos com Haroldo de Oliveira e Banda Kaliman e Junior Marvin, guitarrista dos Wailers, banda de Bob Marley.
Também trabalhou com Ari Borger e Axé Blonde. Suas principais influências são de black music, principalmente dos anos 70: Tim Maia, James Brown, Earth, Wind & Fire, Gilberto Gil e Jorge Bem. Seu primeiro professor de bateria foi Waldir Figueira. Paulinho estudou também na ULM (Universidade Livre de Música).

Convidados

Flávio Guimarães - Gaitista
Ivan Márcio - Gaitista 
Marcelo Naves – Gaitista 
Márcio Maresia - Gaitista



22 de mai de 2011

2º CINEfoot - FESTIVAL DE CINEMA DE FUTEBOL -2011





2º CINEfoot - FESTIVAL DE CINEMA DE FUTEBOL -2011

De 26 a 31 de maio, no Arteplex Botafogo, entrada franca

Destaque à homenagem ao Futebol Feminino, nos dias 29 e 31, e ao cineasta Oswaldo Caldeira, com a exibição do filme Passe Livre, no encerramento do festival

“Nunca pense que está sozinho quando você vive futebol, respira futebol. Isso significa que você faz parte dessa paixão mundial pela bola porque futebol além de um esporte é um ideal de vida.” (Vinicius de Moraes.)

CINEfoot-FESTIVAL DE CINEMA DE FUTEBOL é o primeiro festival de cinema do Brasil e da América Latina exclusivamente dedicado à exibição e promoção de filmes sobre a maior paixão nacional: o futebol. O CINEfoot surge como uma iniciativa inovadora e ocupa uma lacuna no circuito brasileiro de festivais, que não possui um evento com o tema Futebol. O diretor e idealizador do festival, Antonio Leal, afirma: “o nosso objetivo é oferecer à sociedade um evento inédito, de excelência, capaz de unir a magia do futebol à emoção do cinema. Duas artes centenárias e apaixonantes”.

De 26 a 31 de maio, no cinema Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo, o segundo ano do CINEfoot exibirá uma programação atraente e variada pautada em filmes nos formatos de curta e longa metragens. As sessões acontecem com ENTRADA FRANCA sempre às 19h e às 21h.

O Festival premiará com a Taça CINEfoot o melhor curta e o melhor longa-metragem, eleitos pelo voto do público. No CINEfoot quem indica os vencedores é a torcida, ou seja, os espectadores.  A Taça CINEfoot será entregue na cerimônia de encerramento,  no dia 31 de maio, no  Unibanco Arteplex, às 20h30, também com entrada franca. Nesta noite será entregue o Prêmio Porta Curtas, outorgado ao curta-metragem mais votado através de votação on-line.



Em ano de Copa do Mundo de Futebol Feminino, a ser realizada na Alemanha, nada mais justo do que o CINEfoot fazer uma homenagem às mulheres do futebol. E a escolhida para ser a representante de todas elas é a atacante Erika, jogadora do Santos e da Seleção Brasileira. A homenagem será no domingo, dia 29, antes da sessão das 19h.


Dois dias depois, às 19h, teremos a exibição do filme alemão “Football Under Cover”, na sessão 11mm, que narra a primeira partida oficial amistosa entre a equipe de futebol feminino do Irã e uma equipe local de garotas de Berlim.

O cineasta mineiro Oswaldo Caldeira, é o homenageado da segunda edição do CINEfoot.  Com uma vasta filmografia que transita com desenvoltura entre a ficção e o documentário, Caldeira procura abordar em seus filmes temas com viés social, político e histórico. No dia 31 de maio, será exibido o longa-metragem “Passe Livre”, de 1974, dirigido por Caldeira, que trata da luta do ex-jogador Afonsinho pela liberdade dos atletas de futebol.

Nesse ano, disputam a Taça dez curtas e oito longas do Brasil e do exterior. Os filmes brasileiros concorrerão com filmes vindos da Alemanha, Espanha, Suécia, Chile, Uruguai, Argentina e Inglaterra.

Na noite de abertura do CINEfoot, será exibido o filme O GRINGO, uma coprodução Brasil-Sérvia, com direção de DARKO BAJIC, que aborda a carreira do craque Petkovic.

Enquanto a bola rola na tela do Arteplex, o Cine Glória serve de campo para a Mostra Cine Esporte. No Cine Glória serão exibidos filmes de outros esportes além do futebol, nos dias 27 e 30, sempre às 10h.  
Entre os dias 02 e 05 de Junho, o Festival CINEfoot acontecerá em São Paulo, no Museu do Futebol, também com entrada franca.
  

::. CINEfoot: PRATICAMOS O FUTEBOL ARTE EM TODOS OS SENTIDOS ::.


Serviço:

2º CINEfoot – FESTIVAL DE CINEMA DE FUTEBOL
Cinema Unibanco Arteplex (Sala 1): Praia de Botafogo, nº 316.
Datas: 26/05 (quinta-feira) – Somente para Imprensa e Convidados

Data: 27/05 (sexta-feira) ao dia 31/05 (terça- feira)
Horários: sessões às 19h e às 21h.
Entrada Franca (Sujeita à lotação. Para garantir o ingresso, comparecer com antecedência ao início das sessões).
Capacidade:150 lugares
Classificação: 12 anos.


Mostra Cine Esporte
Cine Glória: Praça Luís de Camões, s/n. Glória.
Datas: 27/05 (sexta-feira) e 30/05 (segunda-feira)
Horário: 10h.
Entrada Franca (Sujeita à lotação. Para garantir o ingresso, comparecer com antecedência ao início das sessões).
Capacidade:180 lugares



PROGRAMAÇÃO


PROGRAMAÇÃO  RIO DE JANEIROverifique a classificação indicativa
Unibanco – Arteplex (Praia de Botafogo, 316 -  Botafogo – Entrada Franca)

Quinta 26/5
20h30 - SESSÃO DE ABERTURA
          O GRINGO, de Darko Bajic e Renato Martins (Direção de 2.a unidade): (Brasil/Sérvia, 2009/2010)

Sexta 27/5
19h - VILA DAS TORRES 2014, de Willian Coutinho Duarte, Marta Pego dos Santos, Lúcia Pego, Bruno Mancuso (PR, 2010)SUPREMACIA VERMELHA, de Fabiano de Souza (RS, 2010)
21h -  OS FIÉIS, de Danilo Solferini (SP, 2003)
TODO PODEROSO: O FILME – 100 ANOS DE TIMÃO, de Ricardo Aidar e André Garolli (SP, 2010)

Sábado 28/5
19h - ON SIDE, de Jonas Amarante (Brasil/Inglaterra, 2011)
          FUTEBOL DE VÁRZEA, de Marc Dourdin (SP, 2011)
21h -  VIVALDÃO – O COLOSSO DO NORTE, de Zeudi Souza (AM, 2011)
          MÁRIO FILHO – O CRIADOR DAS MULTIDÕES, de Oscar Maron Filho (RJ, 2010)

Domingo 29/5
19h -  GOL A GOL, de Bruno Carvalho (RS, 2008)
          TELÉ, de Daniel Faigle (Alemanha, 2010)
COPA VIDIGAL, de Luciano Vidigal (RJ, 2010)
21h -  PORQUE HAY COSAS QUE NUNCA SE OLVIDAN, de Lucas Figueroa (Espanha, 2008)
          GRÊM10x0, de Beto Souza (RS, 2010)

Segunda 30/5
19h - THE REFEREE, de Mattias Löw (Suécia, 2010)
OJOS ROJOS, de Juan Ignacio Sabatini, Juan Pablo Sallato, Ismael Larrain (Chile, 2010)
21h -  FOR EXPORT, de Alberto Moratório (Uruguai, 2010)
APACHE – UNA HISTORIA DE CARLOS TÉVEZ, de Christian Rémoli (Argentina, 2011)
ARGENTINA FÚTBOL CLUB, de Juan Pablo Roubio (Argentina/EUA, 2009)

Terça 31/5
19h – SESSÃO 11MM
Filmes do 11mm - Festival Internacional de Cinema de Futebol de Berlim:
THE BALL, de Katja Roberts (Reino Unido, 2010)
FOOTBALL UNDER COVER, de Ayat Najafi, David Assmann (Alemanha, 2007)
21h -  SESSÃO ENCERRAMENTO/HOMENAGEM
Homenagem a Oswaldo Caldeira: PASSE LIVRE, de Oswaldo Caldeira (RJ, 1974)
PREMIAÇÃO – Entrega das Taças CINEfoot 2011 e Prêmio Porta Curtas

 Mostra Cine Esporte
Cine Glória (Praça Luís de Camões, s/nº, subsolo – Glória - Entrada Franca)

Sexta 27/5
10h – ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL, de André Queiroz e Thaís Bologna (SP, 2009)
B1 - TENÓRIO EM PEQUIM, de Felipe Braga e Eduardo Hunter Moura (RJ, 2009)

Segunda 30/5
10h – ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL, de André Queiroz e Thaís Bologna (SP, 2009)
GERAÇÃO DE PRATA, de Paulo Roscio (RJ, 2009)

 Direção: Antonio Leal
Realização: O CINEfoot é uma realização da Conexão Cultural e do IBEFEST - Instituto Brasileiro de Estudos de Festivais Audiovisuais, produtoras com destacada atuação no segmento de festivais audiovisuais no Brasil e no exterior.
Informações: (21) 2226.3663

Informações para a Imprensa:

Scenarium Comunicação
Roberta Mattoso: (21) 7874.4873 / (21) 8480.1806





































17 de mai de 2011

Lição n°18 - Romeu & Julieta

Lição n°18 - Romeu & Julieta

Texto: DOC Comparato
Direção: Lucas Marcier
Supervisão: Enrique Diaz


Com Bianca Comparato, Bel Garcia, Thierry Trémouroux e
Fabrício Belsoff

Porque fazemos as escolhas que fazemos? Na profissão, no amor... É possível ser feliz? O que é o fracasso? E o sucesso? O fracasso subiu a cabeça? (Lucas Marcier)

No dia 17 de maio estreia, no Teatro Poeira, o espetáculo “Lição n°18 - Romeu & Julieta”, novo texto de DOC Comparato, com direção de Lucas Marcier, a primeira na carreira deste incansável diretor musical, e a supervisão do parceiro de diversos trabalhos Enrique Diaz. A peça apresenta, com humor, sarcasmo e cinismo, a história de um autor de teatro em busca de oportunidades e reconhecimento. No elenco, dois renomados atores, Bel Garcia e Thierry Trémouroux, se unem a dois jovens talentos, Bianca Comparato e Fabrício Belsoff. Bianca, que pela primeira vez atua num texto do pai, é responsável pela produção da montagem e escolha da equipe.

Completando a ficha técnica, o cenário é de Andre Weller, iluminação de Tomás Ribas e figurinos da estreante Rita Comparato, da grife Neon, marca ganhou destaque na mídia, vestindo celebridades e participando de várias publicações internacionais. Hoje a Neon (Dudu Bertholini) conta com pontos de venda por todo o país, representações em Nova Iorque, Tóquio e Grécia, e apresenta suas coleções na São Paulo Fashion Week.


 “A história de um autor em crise, lutando para criar um texto que já foi criado e recriado mil vezes. Como continuar? Por que continuar? Por que escrever? Por que ir até o fim?
“Vale a pena morrer por amor ou este é o maior dos fracassos? Fracassar é um a tentação?”

O espetáculo apresenta um autor de teatro, a bordo de um trem rumo a Turin, que recebe de um desconhecido um manuscrito do século XVI que conteria o texto original no qual Shakespeare teria se baseado para escrever o clássico Romeu e Julieta. O autor segue sua jornada errante pela Europa e, na medida em que a viagem prossegue, a leitura do manuscrito vai revelando novos trechos da história de Romeu e Julieta. Será que nas entrelinhas das histórias, no não-dito, no omitido, é possível compreender o destino trágico que se espera para o final? São mesmo trágicos os finais?

É a história de um autor, em declínio profissional, que tenta vender o suposto manuscrito de uma peça de Luigi Groto, chamado La Hadriana, do século XVI, para conseguir glória e atenção. Será válida a autenticidade daquele manuscrito? O espectador acompanha os questionamentos do autor em paralelo à encenação do manuscrito. O autor teria em suas mãos o original, ou a falsa inspiração de Romeu e Julieta? Onde começa uma? Onde termina a outra?
Com uma estrutura metalingüística e dados autobiográficos, o espetáculo será composto de interferências retiradas do processo de encenação, das relações dos atores com suas personagens e das livres associações que a ação propicia aos criadores.

Paralelo ao espetáculo, Bianca Comparato já começou a filmar seu novo projeto no cinema. A atriz está no elenco dos longas-metragens Somos Tão Jovens, de Antônio Carlos Fontoura, sobre a vida de Renato Russo, onde a atriz interpreta a irmã do compositor, Carmen Teresa.

Lição nº 18 – Romeu e Julieta é um espetáculo patrocinado pelo Programa Eletrobras Cultural.


Serviço:
Local: Teatro Poeira (Rua São João Batista, 104 - Botafogo)
Informações: (21) 2537- 8053
Bilheteria: 2ª a 4ª e domingo das 15 às 20h/ 5ª a sábado das 15 às 21h
Horário: terças e quartas às 21h
Preço: R$30,00
Capacidade: 160 lugares
Duração: 80 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Temporada: 17 de maio a 29 de junho








Fotografo:Beto Pêgo

13 de mai de 2011

FESTIVAL DE TEATRO CIDADE DO RIO DE JANEIRO


Em sua nova edição, no dia 3 de maio, o Teatro Princesa Isabel abre as portas para o Festival de Teatro Cidade do Rio de Janeiro em um dos palcos mais tradicionais do município. A edição deste ano conta com 24 espetáculos, sendo 16 direcionados ao público adulto e 8 ao infantil, e terá a participação de mais de 400 profissionais. O Festival reúne o maior número de espetáculos em um mesmo evento e será encerrado no dia 29 de maio.

Diferente de todas as outras mostras competitivas, o Festival de Teatro Cidade do Rio de Janeiro é o único do país a oferecer como premiação, além do Troféu Arlequim, uma temporada em cartaz na Zona Sul da Cidade.

Com o objetivo de promover um intercâmbio cultural entre profissionais e amadores, dar oportunidade aos novos talentos e proporcionar visibilidade aos participantes, os vencedores na categoria Melhor Espetáculo (adulto e infantil), ganharão o direito de ocupar o Teatro Princesa Isabel durante um mês. Além da temporada, todas as produções concorrem ao Troféu Arlequim de melhor diretor, ator, figurinista, cenógrafo, produtor e iluminador.

A edição de 2011 do Festival reúne textos de autores consagrados como August Strindberg, Nelson Rodrigues e Plínio Marcos. Além de novos autores que assinam a maior parte das montagens.

Para analisar as produções e a qualidade dos trabalhos, a comissão julgadora conta com Sérgio Miguel Braga, Lucianno Maza, José Eudes, Cláudio Vieira de Mello, Denise Zuzianne e Bruna Campello. Os vencedores serão anunciados em uma grande festa cultural no dia 1º de junho, também no Teatro Princesa Isabel. Quem assina a produção do Festival é de Eduardo Marins.

SERVIÇO GERAL
Local: Teatro Princesa Isabel - Av. Princesa Isabel, 186 – Copacabana.
Telefone: 2275-3346
Data: 3 a 29 de maio de 2011
Adulto: de terça a domingo às 21h
Infantil: Sábados e domingos às 17h
Preço: R$30,00 (inteira)





Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs